Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 20 de março de 2019
prefeitura VICENTINA Março 2019
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Novo estudo apontará situação da Justiça do Trabalho em MS

31 Ago 2004 - 15h33
 

Depois do Diagnóstico do Poder Judiciário, divulgado pelo MJ (Ministério da Justiça) em 16 de agosto, um novo estudo, feito desta vez pelo STJ (Supremo Tribunal Federal) apontará as condições da Justiça do Trabalho em diversos estados Brasileiros, incluindo o Mato Grosso do Sul. O trabalho é tomado como exemplo ao trabalho feito pelo MJ e que resultou no relatório, que apontou a Justiça Federal de Mato Grosso do Sul com um dos piores desempenhos do País, com apenas 22% dos processos julgados.

A informação, divulgada no site do TST (Tribunal Superior do Trabalho), partiu hoje do presidente do TST, ministro Vantuil Abdala, junto com o presidente do STJ (Supremo Tribunal Federal), ministro Nelson Jobim. Para Jobim, o levantamento “dará a oportunidade de mostrar se o congestionamento da Justiça do Trabalho é menor e a rapidez é maior que a justiça comum, e também aferir as necessidades”. Para o diagnóstico serão analisadas informações que permitam encontrar as taxas de congestionamento, de recorribilidade e reforma de decisões no âmbito trabalhista.


 
 
Mídia Max News

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSÉDIO SEXUAL
Homem é morto a tiros após assediar mulher casada
FATALIDADE
Mulher morre ao cair de pé de abacate e bater cabeça na linha do trem
MANIACO SEXUAL
Pai flagra estupro da filha dentro de casa usando o celular, suspeito foi preso
FAMOSIDADES
Quem era Bettina antes do R$ 1 Milhão: Ela foi professora de balé, modelo e panfleteira
MENTOR DO MASSACRE
Polícia de Suzano apreende menor suspeito de planejar ataque
INTERNADO
Criança de 4 anos cai em poço de cinco metros de profundidade
RESGATADO
Cão abandonado em ilha estava sendo comido vivo por urubus
SEXTUPLOS
Americana dá à luz seis bebês em nove minutos
TRAGÉDIA EVITADA
Garoto de 11 anos leva faca na mochila para matar colega no ônibus escolar
ALERTA AOS PAIS
Menino de quatro anos corta os pulsos em Goioerê e pode ser influência da Momo