Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 17 de setembro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Ministro suspende Ação Penal em Ponta Porã

25 Ago 2004 - 17h51
 
O ministro Marco Aurélio concedeu liminar no Habeas Corpus (HC 84679)  impetrado contra decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e suspendeu, até o julgamento final do HC,  uma ação penal  (nº 002.00.507457-8) em curso na Vara Criminal de Ponta Porã  (MS).
No HC, impetrado em favor de O.A.D., alega-se que as provas constantes na denúncia apresentada contra ele teriam sido colhidas de modo irregular. No caso, o mandado de busca e apreensão domiciliar determinava o acompanhamento de duas testemunhas estranhas ao quadro da polícia.
Segundo a defesa do denunciado, como isso não ocorreu, foi violado artigo da Constituição que diz ser inadmissível no processo provas obtidas por meios ilícitos (5º inciso LVI). Por esse motivo, requereu a suspensão do processo-crime até o julgamento final do HC e, no mérito, a declaração de insubsistência da denúncia.
"Há de preservar-se, em um Estado Democrático de Direito, o primado do Judiciário", ponderou o ministro Marco Aurélio. O relator entendeu que a polícia, ao cumprir o mandado acompanhado de dois agentes da delegacia, não observou a determinação de que estivesse acompanhada, na diligência, de "duas testemunhas estranhas ao quadro da polícia".
"É de se respeitar a ordem natural das coisas, que direciona, a toda evidência, ao cumprimento, sem qualquer tergiversação, das determinações judiciais, dos atos judiciais, especialmente quando em jogo a liberdade do cidadão em seu sentido maior", afirmou Marco Aurélio. Ele também abriu vista do processo para a Procuradoria Geral da República emitir parecer sobre o caso.
 
Reporte MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

GASOLINA SEM REAJUSTE
Sinpetro diz que não haverá reajuste imediato no preço dos combustíveis
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Régis se aproxima de Maria da Paz, que fica mexida com ex
ALTOS HONORÁRIOS
Advogados cobram R$ 4,4 milhões de Viúva da Mega-Sena em honorários na Justiça
TRAGEDIA
Pai tenta salvar filho em incêndio, mas os dois morrem
MUNDO MEDONHO
'Pago boleto, compro calcinha': usuários de aplicativos de paquera relatam apuros e curiosidades
FAMOSIDADES
Belo sai de casa após flagrar traição de Gracyanne
ASSASSINATO
PM é torturado e morto após circular boato de que seria 'estuprador'
JULGAMENTO
PMs acusados de chacina taparam câmera de segurança antes do crime
CASO DE POLÍCIA
Catador de reciclável recebe mochila com bebê congelado dentro
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo morre após carro bater em árvore em rodovia de MS