Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 24 de junho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Líder do PT na Câmara pede punição a Clodovil

11 Mai 2007 - 15h03
O líder do PT na Câmara, Luiz Sérgio (RJ), protocolou nesta sexta-feira um pedido para que o deputado Clodovil Hernandes (PTC-SP) seja punido por falta de decoro parlamentar por ter agredido verbalmente a deputada Cida Diogo (PT-RJ).

No plenário da Câmara, enquanto corria a sessão da última quarta-feira, Clodovil chamou a deputada de "feia", provocando o choro da parlamentar, o que acabou levando à suspensão temporária da sessão. Na representação, Luiz Sérgio afirma que Clodovil tem sido "extremamente preconceituoso, sexista e homofóbico, no exercício do mandato parlamentar" e que desrespeitou a Constituição, o Código de Ética e o regimento interno.

Essa foi a quarta representação contra o deputado encaminhada à Mesa da Câmara. Na quinta, a própria deputada entrou com uma representação com o apoio de cem assinaturas de parlamentares contra Clodovil por ele ter declarado que "as mulheres ficaram muito ordinárias e que, hoje em dia, trabalham deitadas e descansam em pé". Para o líder petista, a Câmara precisa tomar uma atitude para impedir que o parlamentar agrida as pessoas.

"Quando foi eleito, ele (Clodovil) disse que nem sabia o que vinha fazer aqui. Ele continua não sabendo o que fazer enquanto parlamentar alucinado por buscar a mídia", disse o líder.

O corregedor, deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE), vai elaborar um parecer que será, posteriormente, avaliado na reunião da Mesa. Nesse caso, segundo a assessoria jurídica da Casa, a eventual punição poderá ser censura verbal ou escrita.

Nos dois primeiros casos de processos contra Clodovil, a corregedoria da Câmara propôs o arquivamento com a justificativa de que os fatos ocorreram quando ele ainda não tinha sido diplomado deputado. No primeiro processo, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) pediu que a Câmara analisasse se houve quebra de decoro do deputado.

Clodovil havia declarado em entrevista que poderia considerar a hipótese de apoiar um projeto desde que recebesse um pagamento que não fosse pequeno. O processo foi arquivado pela Mesa ainda na presidência de Aldo Rebelo (PCdoB-SP).

O segundo processo ainda não foi votado pela Mesa. Inocêncio propôs o arquivamento, mas, temendo repercussão negativa, a decisão foi adiada pela Mesa presidida por Arlindo Chinaglia (PT-SP). Nesse caso, a representação foi encaminhada pela Federação Israelita do Rio der Janeiro. Em entrevista, Clodovil teria ofendido os judeus ao comentar o Holocausto.

 

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

INFANTICIDIO
Mãe de garotinha morta em Arapongas apanha na cadeia e confirma abusos e agressões – OUÇA ÁUDIO
MORTE ABSURDA
Mulher é morta a tiros após briga por levar bolo e não salgado a festa
AFOGAMENTO
Criança de 8 anos morre afogada ao cair em represa de pesqueiro
CAMPEÃ DO MUNDO FUTSAL
Não deu na Copa, mas deu no Futsal: Campeãs mundiais
RESPIRA POR APARELHOS
Hospital divulga boletim sobre estado de filho de Huck e Angélica
FAMOSIDADES
Filho de Angélica e Luciano Huck sofre acidente com wakeboard em Ilha Grande
DUPLO ASSASSINATO
Criança vê execução de pai e mãe em menos de 6 meses
COPA AMÉRICA
Brasil joga bonito, goleia Peru e se classifica em primeiro, veja os gols
SELFIE MORTAL
Jovem morre ao tentar tirar selfie na estação de trem do Riachuelo
CIGARRO ELETRÔNICO
Narguilé explode e jovem tem 60% do corpo queimado em festa