Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Liberação do BB apresenta queda de 15,30%

21 Out 2010 - 17h12Por Conjuntura Online

As liberações do Banco do Brasil para a safra 2010/11, em Mato Grosso, apresentam queda de 15,30% no período de julho a setembro deste ano, em relação a igual período de 2009.

As liberações – que contemplam as áreas de custeio, investimentos e comercialização para a agricultura empresarial (grandes produtores) e familiar (pequenos produtores), encolheram de R$ 837,7 milhões, no ano passado, para R$ 709,6 milhões, em 2010.



A maior queda fica por conta do item comercialização, que apresentou recuou de 60,12% no volume total liberado, despencando de R$ 143,4 milhões para R$ 57,2 milhões este ano.



O montante de recursos para investimentos em 2010 (R$ 56,20 milhões) diminuiu 36,36% em relação ao volume liberado no segundo semestre do ano passado, R$ 88,30 milhões.



Os recursos destinados ao custeio da safra somam a maior fatia de liberações para o próximo ciclo, entre os meses de julho e setembro, atingindo o montante de R$ 342,3 milhões, incremento de 9,22% na comparação com igual período do ano anterior (R$ 313,4 milhões).



As liberações para aquisição de insumos apresentam queda de 11,16%, recuando de R$ 242 milhões, no segundo semestre do ano passado (até 30 de setembro), para R$ 215 milhões, em 2010.



A agricultura familiar também registra queda no volume de liberações do Banco do Brasil. Os financiamentos encolheram de R$ 50,6 milhões para R$ 38,7 milhões, queda de 23,52%.

O volume destinado ao custeio do segmento familiar chegou a R$ 26,5 milhões e, para custeio, R$ 12,2 milhões. No ano passado, esses valores eram de R$ 41 milhões (investimentos) e, R$ 9,6 milhões, para custeio.



PRIMEIRO SEMESTRE

No primeiro semestre do ano, o volume de recursos liberados pelo Banco do Brasil para a safra 2010/2011 chegou a R$ 2,124 bilhões, ultrapassando em 18% o montante das liberações em igual período do ano passado, R$ 1,800 bilhão. As liberações superaram as previsões iniciais do BB para a atual temporada, estimadas em R$ 2 bilhões.



As liberações destinadas ao custeio atingiram o montante de R$ 1,32 bilhão. Em relação ao primeiro semestre de 2009, com R$ 1,16 bilhão liberados, o acréscimo foi de 13,79%.



Já as liberações para investimentos – compra de maquinários e tecnologia – totalizam R$ 494 milhões, volume muito parecido com os do ano passado, R$ 491 milhões, o que representa um incremento de apenas 0,06% entre os dois primeiros semestres de 2009 e 2010.



O maior incremento este ano, em percentual, coube à área de comercialização, com montante liberado de R$ 310 milhões, 108,05% a mais na comparação com os R$ 149 milhões liberados no período de janeiro a junho do ano passado.



Este ano, o PAP (Plano Agrícola e Pecuário) para a safra 2010/2011, disponibilizará R$ 41,80 bilhões para operações de crédito rural na próxima safra em todo o país.

O montante representa acréscimo de 21% em relação ao volume liberado no ano passado, R$ 33,02 bilhões. Entre as principais novidades do PAP 2010/2011 está a ampliação do limite de empréstimo para o produtor de soja, que teve um reajuste de 30%, passando de R$ 500 mil para R$ 650 mil.

De acordo com a Superintendência de Varejo e Governo do Banco do Brasil em Mato Grosso, os recursos estão disponíveis nas 96 agências da instituição no Estado e os produtores podem procurar a gerência para solicitar o crédito.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico