Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 23 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Inmet emite alerta de queda de temperatura em MS

1 Jun 2007 - 13h36
O advogado da construtora Gautama, empresa apontada como pivô de esquema de desvio de recursos de obras públicas, Luiz Fernando Pacheco, afirmou que estuda a possibilidade de pedir a anulação da Operação Navalha, da Polícia Federal, que desbaratou o suposto esquema. Segundo ele, o Código de Processo Penal não prevê que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) conduza investigações. Pacheco disse que essa seria uma tarefa da Polícia Federal.
Durante oito dias, até a última terça-feira, a ministra do STJ Eliana Calmon interrogou 44 suspeitos. Outros três acusados se negaram a prestar esclarecimentos: Zuleido Veras, dono da construtora Gautama, e dois sobrinhos do governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), Alexandre Maia Lago e Francisco de Paula Lima Junior.
"Essa é uma investigação policial e deve ser conduzidas por um delegado de polícia. No nosso Código Processual Penal não há qualquer previsão legal para esse tipo de conduta. De modo que isso poderá no futuro ensejar a anulação dessa investigação", afirmou Pacheco.
Pacheco acrescentou que só decidirá se pede a anulação no Supremo Tribunal Federal (STF) depois de concluída as investigações. "Essa é uma possibilidade a ser estuda no futuro conforme o desenrolar dos fatos. Ao final da investigação, a defesa irá tomar uma decisão sobre o que vai fazer. A nossa posição neste momento é mais passiva", afirmou o advogado.
A assessoria de imprensa do STJ disse que existem decisões anteriores do tribunal que autorizam um ministro a colher depoimentos na fase de inquérito, mas não detalhou quais seriam.
 
 
 
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

BBB 19
Vanderson é eliminado e vai prestar depoimentos sobre casos de agressão
INVESTIGAÇÃO
Mourão volta a dizer que é preciso investigar Flávio Bolsonaro e punir se for o caso
HEROI
Porteiro ganha homenagem: salvou criança de 3 anos que caiu na piscina (VIDEO)
FAMOSIDADES
Aos 67 anos, Amado Batista assume namoro com jovem de 19 anos de idade
LUTO - TV
Ator Caio Junqueira morre no Rio uma semana após acidente
ANJO DA GUARDA
Amigo dá lar a mulher que viveu 40 anos internada no HC
MAMATA
General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior
PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes