Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 16 de junho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Inmet emite alerta de queda de temperatura em MS

1 Jun 2007 - 13h36
O advogado da construtora Gautama, empresa apontada como pivô de esquema de desvio de recursos de obras públicas, Luiz Fernando Pacheco, afirmou que estuda a possibilidade de pedir a anulação da Operação Navalha, da Polícia Federal, que desbaratou o suposto esquema. Segundo ele, o Código de Processo Penal não prevê que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) conduza investigações. Pacheco disse que essa seria uma tarefa da Polícia Federal.
Durante oito dias, até a última terça-feira, a ministra do STJ Eliana Calmon interrogou 44 suspeitos. Outros três acusados se negaram a prestar esclarecimentos: Zuleido Veras, dono da construtora Gautama, e dois sobrinhos do governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), Alexandre Maia Lago e Francisco de Paula Lima Junior.
"Essa é uma investigação policial e deve ser conduzidas por um delegado de polícia. No nosso Código Processual Penal não há qualquer previsão legal para esse tipo de conduta. De modo que isso poderá no futuro ensejar a anulação dessa investigação", afirmou Pacheco.
Pacheco acrescentou que só decidirá se pede a anulação no Supremo Tribunal Federal (STF) depois de concluída as investigações. "Essa é uma possibilidade a ser estuda no futuro conforme o desenrolar dos fatos. Ao final da investigação, a defesa irá tomar uma decisão sobre o que vai fazer. A nossa posição neste momento é mais passiva", afirmou o advogado.
A assessoria de imprensa do STJ disse que existem decisões anteriores do tribunal que autorizam um ministro a colher depoimentos na fase de inquérito, mas não detalhou quais seriam.
 
 
 
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
VENENOSA
Agricultor é picado por cobra jararaca
FORÇA DE VONTADE
Advogado que pedia emprego na rua é contratado e ganha pós-graduação
CASO DE POLÍCIA
Filho mata a mãe e rouba seu cartão para comprar cocaína
EQUIPARADO AO RACISMO
Agora Homofobia é crime, STF criminaliza
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos com depressão comete suicídio e choca cidade
REVOLTANTE
Filho é preso por ficar com aposentadoria e manter pais idosos morando em situação de miséria
BARBÁRIE
Nus e amarrados, corpos de três jovens são encontrados mortos em matagal
CAMPANHA DO AGASALHO
Escola Adventista se destaca na campanha do agasalho e leva prêmios