MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 21 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
6 de Agosto de 2004 10h14

História da música sertaneja será debatida na segunda-feira

Tendo por objetivo expandir a cultura sul-mato-grossense através da música sertaneja, a Escola Cant'arte Educação Musical realiza na próxima segunda-feira (9), a partir das 17h, a palestra História da Música Sertaneja. A dupla Tostão e Guarany vai proferir a palestra e ainda falar um pouco sobre sua carreira no cenário musical sertanejo regional, além de traçar um parâmetro sobre a diferença existente entre os estilos caipira e sertanejo, enfocando também a importância do estilo sertanejo no cenário musical brasileiro.

A idealizadora do projeto, Edineide Dias, é diretora da Escola e professora de Canto do Curso de Música da UFMS. Ela considera importante a música sertaneja no contexto musical nacional e acredita que "o estilo é uma legítima expressão dos músicos de nossa terra". Ela ainda argumenta que a palestra é uma excelente oportunidade para o complemento de atividades dos alunos de Música e também uma ótima pedida para músicos da Capital, além daqueles fãs incondicionais do
estilo sertanejo.

Na visão do cantor Guarany, a música sertaneja conta a linguagem do nosso povo. "É um estilo mais abrangente que a música popular brasileira. É um estilo que cultiva as raízes de cada região. Em Mato Grosso do Sul, por exemplo, nossa influência sertaneja vem de países da fronteira como Bolívia e Paraguai", avalia o cantor que também não descarta uma forte influência gaúcha.

Ele ainda complementa que a música caipira apresenta erros propositais de português e que restringe-se ao som de violas, enquanto a música sertaneja hoje apresenta uma vertente mais pop. Indiferente ao grande apanhado de músicas sertanejas existentes no contexto brasileiro, Guarany diz que se fosse para escolher cinco clássicos do estilo, as canções premiadas seriam: Mágoa de Boiadeiro, de Nono Basílio e Índio Vago; Estrada de Chão, de Aurélio Miranda e Tostão; Tardes Morenas de Mato Grosso, de Goiá e Valderi; A Mato-Grossense, de Zacarias Mourão e João Boiadeiro, de Moreninho, sendo esta última uma das músicas presentes no último trabalho da dupla e que é intitulado 'Recordações'.

"Esta música conta a história de um menino que sofre um transplante de coração, contudo, devido a outros problemas de saúde, acaba morrendo. O diferencial da música sertaneja é que ela tem toda uma história", acrescenta Guarany.

Carreira - Tostão e Guarany cantam juntos há 21 anos. Em 1983, ano de sua formação, os dois gravaram seu primeiro disco compacto: Estrada de Chão pelo selo La Selva. O LP Luzes do Além foi gravado em 1985 pela gravadora Xororó. Já o LP Single foi gravado pela gravadora Ariola Discos em 1995. No entanto, foi em 2000 que a dupla estreou seu primeiro CD: Recordações.

Foram premiados com o Prêmio Jacaré de Prata, como melhor dupla regional em 1991; receberam o Troféu de Participação Especial do CD 100 Anos de Sucesso da Cidade de Campo Grande em 1999, além de terem ganhado o Troféu de Participação Especial do CD Fiesta Paraguaya em 2001.

A dupla já se apresentou ao lado de artistas como: Tonico e Tinoco, Chitãozinho e Xororó, Christian e Ralf, João Mineiro e Marciano, Milionário e José Rico, Matogrosso e Mathias, Leandro e Leonardo, Trio Parada Dura, Alceu Valença, Dominguinhos, Moraes Moreira, Luiz Gonzaga, Elza Soares, Almir Sater, entre outros.

Os dois também são sócios no estúdio musical Número 1 Studio, situado na Rua Doutor Zerbini, 842, bairro Chácara Cachoeira II.

As inscrições são limitadas a 25 vagas e podem ser feitas na sede da Escola, situada à Rua Padre João Crippa, 1.736, Centro. O investimento é de R$ 5 ou R$ 2,50 para estudantes com carteirinha. Mais informações pelo telefone 384-5263
 
 
MS Notícias
Comentários
Veja Também
FARMÁCIA_CENTROFARMA_300
MBO_SEGURANÇA_300
BANNER_LATERAL_ASSOMASUL
Últimas Notícias
  
LIMIT ACADEMIA_BOTTON
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.