Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 22 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Corinthians corre risco de ter que pagar por estádio

31 Ago 2010 - 15h51Por Folha Online
O presidente do Corinthians, Andres Sanchez, falou ontem de manhã. E o diretor de marketing Luis Paulo Rosenberg confirmou à tarde, por telefone, ao site Folha online.

Se a Odebrecht não conseguir vender os "naming rights" (direito de explorar o nome da arena) do estádio por um preço equivalente ao gasto com a construção, o Corinthians terá que ressarcir a empreiteira.

A obra vai custar "entre R$ 300 milhões e R$ 350 milhões". Será bancada pela Odebrecht, que em troca terá o direito de vender os "naming rights" por um período de até 15 anos.

As estimativas das duas partes indicam que o estádio pode arrecadar R$ 30 milhões por ano com a exploração de seu nome.

Assim, a ideia é que as obras se paguem em dez anos. Os demais anos do contrato (a duração ainda não está definida) seriam para que a empreiteira tivesse algum lucro.

"A gente combinou um valor com a Odebrecht. Se não chegar a esse valor, o Corinthians vai ressarcir a empreiteira", discursou Andres ontem de manhã, quando o prefeito Gilberto Kassab e o governador Alberto Goldman visitaram o terreno em Itaquera.

"Se eles chegarem a R$ 270 milhões, eu tenho que pôr mais 30 milhões", exemplificou Rosenberg.

Segundo o pré-contrato entre Corinthians e Odebrecht, o clube tem direito a veto sobre o nome da empresa. "Eles podem vender, mas não para qualquer um", declarou Andres.

De acordo com Rosenberg, empresas de apostas ou jogos de azar estão vetadas. "Tem que ser algo que engrandeça a marca Corinthians. Pode ser empresa de cueca ou do que for", afirmou o diretor de marketing.

"Já fui procurado por uma empresa do exterior, mas agora não é hora de vender, agora é a baixa. Só vamos tratar disso daqui a um ano, com o estádio já parcialmente de pé", concluiu ele.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'
LARANJADA
Deputados do PSOL distribuem laranjas na chegada de Bolsonaro à Câmara
AMOR A PROFISSÃO
Pedreira caprichosa viraliza com trabalho detalhista e ganha novos clientes
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
O Boticário apresenta Quasar Brave, venha conferir no O Boticário em Fátima do Sul
SUPERAÇÃO
Jovem que morou 5 anos nas ruas se forma em Direito