Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 20 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Contra o Paraguai, Parreira completa 30 anos como treinador

14 Jul 2004 - 17h26
Campeonato brasileiro de 1974, Goiás 1 x 1 Fluminense, partida disputada no dia 14 de julho de 1974. Mais uma partida entre tantas outras que ocorreram no inflado nacional de 30 anos atrás.

Para o técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, no entanto, é uma data especial: no comando do time carioca, foi sua primeira partida como treinador de futebol.

Trinta anos depois, Parreira volta a entrar em campo, mas desta vez com a seleção brasileira que tenta assegurar a liderança do Grupo C da Copa América, disputada no Peru. Ao invés do Goiás, o adversário é o Paraguai.

"É uma vida," disse o treinador que, ao longo de 30 anos de carreira como treinador, ganhou uma Copa do Mundo e ajudou o Fluminense -- clube que apostou em seu potencial -- a sair do buraco da terceira divisão do futebol nacional em 1999.

"Me deram o time (do Fluminense) interinamente", lembra o técnico. "Fiquei por um período de três ou quatro meses porque na época ainda não pensava em ser treinador. Queria ficar como preparador físico."

Nessa função, aliás, Parreira já havia servido a seleção brasileira nos mundiais de 1970 e 1974.

SELEÇÃO

Em sua carreira, Parreira dirigiu equipes como o Valência, da Espanha, o Fenerbahce, da Turquia e as seleções do Kuweit, na Copa do Mundo de 1982, e da Arábia Saudita em 1998.

Campeão brasileiro com o Fluminense em 1984, a principal conquista do treinador foi, sem dúvida, o tetracampeonato em 1994.

Com as cores verde e amarela, Parreira ganhou notoriedade. Foram 82 partidas em três passagens no comando da seleção (1983, de 1991 a 1994 e de 2003 até hoje) e somente nove derrotas. Quarenta e três vitórias e 30 empates, incluindo os dois jogos desta Copa América.

Rotulado como retranqueiro, Parreira viu seus comandados marcarem 151 gols para a seleção, uma média de 1,84 por jogo. Foram 61 gols sofridos, o que lhe dá um saldo positivo de 90 gols com o técnico no comando da seleção brasileira. Caso repita o resultado de sua estréia no comando de um time de futebol, o 1 x 1, Parreira garante à seleção a liderança do Grupo C da Copa América e a disputa das quartas-de-final na cidade de Tacna que, diferentemente de Arequipa, está localizada ao nível do mar.
 
Reuters

Deixe seu Comentário

Leia Também

HOMICÍDIO - 17 TIROS
Empresário é morto com 17 tiros; acusados estão detidos
ACIDENTE DE TRANSITO
Carros capotam após batida; criança de 5 anos ficou ferida
POLITICA
TSE abre investigação para apurar suposto crime eleitoral de Bolsonaro
FAMOSIDADES
Jair Bolsonaro teria causado a separação de Neymar e Bruna Marquezine
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Após suborno e tentativa de estupro, Remy se entrega a polícia para deixar Luzia livre
REALITY SHOW
Perlla é eliminada de A Fazenda com 22,64% dos votos
RETA FINAL
'Segundo sol': Antes de ir para a cadeia, Luzia pede: 'Continuem procurando por Remy! Ele está vivo!
CASO LETICIA
Adolescente morta a facadas contou a amigos que pai estuprou a tia na sua frente:'Tinha quatro anos'
MOTIVO FUTIL
Camera ajuda na indentificação de Homem que confessa ter matado mulher após falhar na "Hora H"
A CASA CAIU
Rapaz é agredido pelas sete namoradas que descobriram traição