Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CONTAINER
DOURADOS

Câmara pode cassar vice-prefeito por quebra de decoro

19 Out 2010 - 07h24Por Nicanor Coelho

A Câmara Municipal de Dourados terá que analisar a partir de agora o pedido de cassação do vice-prefeito Carlinhos Cantor (PR) protocolado na tarde de ontem pelo Comitê Regional de Defesa Popular que congrega mais de quarenta sindicatos, entidades classistas e associações comunitárias e estudantis.

O coordenador do Comitê Popular, sindicalista Ronaldo Ferreira disse que o documento em que pede a criação de uma comissão processante com o objetivo de cassar o mandato do vice-prefeito foi elaborado com a ajuda da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e está embasado nos relatórios da Polícia Federal nas operações Uragano, Brothers e Owari além de diversas ações que tramitam no Ministério Público Estadual e na Primeira Vara Civil.

Dezenas de sindicalistas, empresários e estudantes universitários acompanharam Ronaldo Ferreira durante a entrega do documento no setor de protocolo da Câmara Municipal. Ronaldo afirmou que a população douradense exige a realização de eleições diretas para prefeito e vice-prefeito e para que isso aconteça não basta apenas que Artuzi seja cassado.

O processo para a cassação do prefeito Artuzi está em andamento na Câmara por causa das denuncias apuradas pela CPI da Saúde. Para cassar o mandato de Carlinhos Cantor, segundo o coordenador do Comitê, os vereadores precisam criar a comissão processante para fazer a devida investigação das denuncias.

Conforme informou Ronaldo o pedido de criação da Comissão Processante está embasado no que preceitua o Regimento Interno da Câmara e a LOM (Lei Orgânica do Município). O sindicalista explicou que o presidente da Câmara deve obedecer o regimento interno e encaminhar o pedido de criação da Processante para a apreciação de todos os vereadores durante sessão ordinária.

Caso a criação da Comissão Processante seja aprovada por dois terços dos vereadores, a Câmara Municipal começa a fazer a investigação das denuncias apresentadas pelo Comitê Popular que poderão resultar na cassação ou absolvição do vice-prefeito.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico