SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 24 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
23 de Setembro de 2004 07h20

Brasil eleva superávit primário deste ano para 4,5% do PIB

O governo decidiu elevar o superávit primário deste ano de 4,25% para 4,5% do Produto Interno Bruto (PIB), anunciou nesta quarta-feira o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Nós achamos que o Brasil está se preparando para ter um sistema anticíclico de superávit e, nesse momento de crescimento maior, é hora de começar uma medida em relação a isso", afirmou Palocci a jornalistas.

"Não estamos implementando o sistema anticíclico, estamos aproveitando o momento positivo de arrecadação", complementou ele, referindo-se ao sistema que prevê maior aperto fiscal nos momentos em que a economia cresce mais do que o esperado e vice-versa.

O ministro do Planejamento, Guido Mantega, disse que o aumento do superávit deste ano significa uma poupança adicional de cerca de R$ 4 bilhões.

O aumento do superávit fiscal deste ano, por conta do melhor desempenho da economia, vinha sendo discutido há algumas semanas pelo governo.

Segundo Palocci, na reunião não foi discutida a possibilidade de alteração da meta de superávit para o próximo ano.

"Não discutimos o ano que vem, porque o ministro Guido acabou de enviar para o Congresso Nacional o Orçamento do ano que vem", disse o ministro, explicando que não seria adequado o governo introduzir qualquer mudança antes de o Congresso discutir o tema.

"Até dezembro, vamos estar dialogando sobre o Orçamento do do ano que vem com o Congresso Nacional. Então não há nenhuma proposta de mudança do Orçamento do ano que vem, qualquer proposta o governo vai dialogar antes com os relatores... Para o para o ano que vem está previsto 4,25 por cento", disse Palocci.

 

 

Invertia

Comentários
Veja Também
FÁBRICA_CALÇADOS
MBO_SEGURANÇA_300
HERBALIFE_300
Últimas Notícias
  
Nossa_Lojas
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.