Menu
SADER_FULL
domingo, 29 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
JUNINHO DENTISTA NOVO
novo fôlego

Governo vai autorizar em novembro migração de rádios AM para FM

15 Out 2013 - 10h19Por Agência Brasil

A velha e boa rádio AM vai ganhar novo fôlego no Brasil, com a migração das emissoras para a faixa FM. Como nenhum aparelho eletrônico moderno, incluindo os celulares, recebem o sinal AM, as rádios que operam nessa faixa estavam perdendo público velozmente, principalmente entre os mais jovens, disse hoje (14) o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, durante a 43ª Assembleia Geral da Associação Internacional de Radiodifusão, que este ano ocorre no Rio de Janeiro.

Paulo Bernardo disse que a digitalização do rádio, assim como vem acontecendo com a TV, ainda não tem um modelo que definitivamente sirva ao Brasil. “O que nós vamos fazer ainda este ano é autorizar as rádios AM se transformarem em rádios FM. Uma das pressões que temos para fazer o rádio digital é que a qualidade do rádio AM está caindo, principalmente nos grandes centros urbanos. Isso prejudica muito a audiência. A juventude, por exemplo, nem ouve mais rádio AM”, declarou.

Bernardo informou que já foram feitos estudos que apontam viabilidade para a migração. “Com a digitalização da TV, nós temos os canais 5 e 6 [liberados], onde cabem muitas rádios. Nós estamos fazendo uma solução que é importante, que é autorizar rádio AM para a faixa de FM. Isso vai ser assinado em novembro, que tem o Dia do Radialista [comemorado em 7 de novembro.]”

O ministro disse também que o desligamento do sinal analógico para os antigos aparelhos de televisão, chamado de switch off, ocorrerá no primeiro semestre de 2015, mas que o cronograma ainda está sendo acertado com as emissoras. Segundo Bernardo, não haverá, contudo, prejuízo para o público, pois o governo vai facilitar a aquisição dos aparelhos necessários para converter o sinal digital para as televisões analógicas.

O presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Daniel Slaviero, explicou que, com a futura liberação do espectro de 700 mega-hertz (MHz), onde hoje operam as televisões analógicas, parte desse espaço será ocupado pelas rádios AM.

“Hoje a faixa de frequência do FM atual vai de 88 MHz a 108 MHz. Os canais 5 e 6 vão de 76 MHz a 88 MHz. É o que agente chama de faixa contígua ao FM. O decreto conterá que nos municípios onde tem outorga e todas as AM cabem no espectro atual de FM elas migram automaticamente e devolvem sua frequência AM para o governo. E nas emissoras que vão para os canais 5 e 6, elas começam a operar e terão um prazo de transmissão simultâneo até cinco anos”, explicou.

O presidente da Abert disse ainda que, para garantir que os novos rádios possam captar essa faixa extra de FM, o governo deverá editar uma portaria obrigando todos os receptores produzidos no Brasil já virem com atualização do software para a faixa estendida.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADES
De Xiaomi a Ipad: Sefaz realiza leilão de mercadorias apreendidas em MS
RECOMPENSA DO FACEBOOK
Adolescente de BH que ganhou prêmio de R$ 130 mil após ajudar a corrigir falha no Instagran
Feira das Profissões 2020 acontecerá em um ambiente totalmente virtual DOURADOS - UNIGRAN
Feira das Profissões 2020 inicia na próxima segunda-feira com novidades
ALERTA DE TEMPESTADE
Com bairros ainda sem energia, Fátima do Sul tem alerta de tempestade quinta feira, 29
Energisa aumentou número de equipes para dar conta da demanda Foto: Divulgação 100 ENERGIA
Nove bairros de Dourados ainda apresentam problemas com falta de energia
TEMPESTADE
Chuva e ventos de 46km/h derrubam árvores e levam sujeira às ruas de Dourados
MUITA CHUVA
Chuva chega em Fátima do Sul com muita ventania
TEMPO
Semana inicia com previsão de 64 mm de chuva para Fátima do Sul
DOURADOS - UNIGRAN
UNIGRAN realiza Feira das Profissões 2020 em um ambiente totalmente on-line
5G NO BRASIL
Anatel quer que operadoras colaborem com a universalização do 5G no Brasil