Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 25 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
ciência

Fundação de Bill Gates concede US$ 100 mil a três pesquisadores brasileiros

28 Out 2013 - 07h55Por Folha

Um projeto para acelerar a produção de medicamentos para parasitoses ainda comuns no Brasil e na África e dois para facilitar o plantio com técnicas de baixo custo receberão financiamento da fundação do bilionário Bill Gates, da Microsoft.

Cada um dos três pesquisadores brasileiros responsáveis pelos planos vai ganhar um patrocínio de US$ 100 mil (R$ 219 mil) que pode ser estendido a US$ 1 milhão (R$ 2,19 milhões) se a execução da ideia for bem-sucedida.

A indicação deles será anunciada em uma conferência promovida pela Fundação Bill e Melinda Gates, que começa hoje no Rio.

O encontro, realizado pela primeira vez no país, vai até quarta (30) e promete reunir mais de 600 pesquisadores já contemplados com o apoio financeiro dos programas batizados de Grand Challenges (grandes desafios), criados pela organização de Gates.

De 2.700 inscritos, 80 foram selecionados, entre eles o farmacêutico carioca Floriano Paes Silva Júnior, o engenheiro agrônomo paulista Mateus Marrafon e o engenheiro mecânico mineiro Ricardo Capúcio de Resende.

"O projeto vai ajudar na produção de medicamentos para doenças causadas por parasitas, como esquistossomose e filariose", disse Silva Júnior, 35, que trabalha na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio.

  Daniel Marenco/Folhapress  
O farmacêutico Floriano Paes Silva Júnior, 35, da Fiocruz, que receberá financiamento para pesquisas sobre parasitoses
O farmacêutico Floriano Paes Silva Júnior, 35, da Fiocruz, que receberá financiamento para pesquisas sobre parasitoses

O farmacêutico propôs o desenvolvimento de um software capaz de interpretar imagens de parasitas feitas com microscópio para avaliar quais medicamentos já existentes podem ser úteis para combatê-los. Essa análise automatizada da reação do parasita à substância poderia ajudar até a dizer qual será a dose ideal para matá-lo.

Até agora, essa avaliação se dá por meio da observação e da interpretação, feitas por um pesquisador, das características do causador da doença, o que leva a conclusões nem sempre consistentes. "Hoje o método é manual e subjetivo", disse Silva Júnior.

Mateus Marrafon, 29, pesquisador do Instituto Kairós, desenvolveu protótipos de uma fita biodegradável que envolve as sementes selecionadas para uma determinada plantação. Dentro da fita, que é enterrada no solo, as sementes são distribuídas de acordo com o espaçamento ideal para o crescimento.

"As máquinas agrícolas que distribuem sementes com o espaçamento adequado são caras. A fita é uma opção de baixo custo que vai ajudar o pequeno agricultor", disse Marrafon, que começou a pensar no projeto em 2006, quando estava na faculdade.

"Tentei de todas as formas buscar parceiros para desenvolver meu projeto, mas não consegui. Foi preciso recorrer a uma instituição de fora do Brasil para levar minha ideia adiante."

Ricardo Resende, 47, da Universidade Federal de Viçosa, também pensou em uma ferramenta que ajudasse no plantio. Projetou uma máquina com duas rodas, capaz de criar buracos no solo e, simultaneamente, lançar sementes. Seria a opção artesanal às semeadoras automatizadas usadas em grandes propriedades.

"É como um carrinho de mão que pode ser usado inclusive pelas mulheres, uma ferramenta ideal para a agricultura familiar."

A Fundação Bill e Melinda Gates também firmou parceria com o governo brasileiro. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, deve ir hoje à abertura da conferência para formalizar um acordo entre a Fiocruz e a instituição americana para a produção de um vacina dupla viral contra sarampo e rubéola.

Segundo a fundação, a vacina deverá ser exportada para países africanos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADES
De Xiaomi a Ipad: Sefaz realiza leilão de mercadorias apreendidas em MS
RECOMPENSA DO FACEBOOK
Adolescente de BH que ganhou prêmio de R$ 130 mil após ajudar a corrigir falha no Instagran
Feira das Profissões 2020 acontecerá em um ambiente totalmente virtual DOURADOS - UNIGRAN
Feira das Profissões 2020 inicia na próxima segunda-feira com novidades
ALERTA DE TEMPESTADE
Com bairros ainda sem energia, Fátima do Sul tem alerta de tempestade quinta feira, 29
Energisa aumentou número de equipes para dar conta da demanda Foto: Divulgação 100 ENERGIA
Nove bairros de Dourados ainda apresentam problemas com falta de energia
TEMPESTADE
Chuva e ventos de 46km/h derrubam árvores e levam sujeira às ruas de Dourados
MUITA CHUVA
Chuva chega em Fátima do Sul com muita ventania
TEMPO
Semana inicia com previsão de 64 mm de chuva para Fátima do Sul
DOURADOS - UNIGRAN
UNIGRAN realiza Feira das Profissões 2020 em um ambiente totalmente on-line
5G NO BRASIL
Anatel quer que operadoras colaborem com a universalização do 5G no Brasil