Menu
SADER_FULL
sexta, 26 de fevereiro de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
MS EM ALERTA

Vírus letal é encontrado na Bolívia e deixa MS em alerta

Descoberta científica teria indicado que vírus se transmite entre humanos.

18 Nov 2020 - 09h22Por SES

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) afirmou nesta terça-feira (17), que Mato Grosso do Sul está sob alerta após vírus letal ser encontrado na Bolívia, país que faz fronteira com o Brasil através de Corumbá.

Cientistas encontrarem indícios de transmissão do Vírus Chapare na Bolívia, e um alerta do Ministério da Saúde foi encaminhado para o Estado sobre a doença, que provoca sintomas semelhantes ao da dengue e ebola como febres hemorrágicas, dor de cabeça, vômito, diarreia, dores nas articulações, erupções cutâneas e sangramentos nas gengivas – e pode levar à morte.

Descoberta científica teria indicado que vírus se transmite entre humanos.

De acordo com a Vigilância em Saúde da SES, o alerta foi feito através do Ponto Focal Nacional para o Regulamento Sanitário Internacional, que faz parte da vigilância em saúde nacional do Ministério da Saúde.

“O alerta foi encaminhado para o CIEVS Estadual de Mato Grosso do Sul e encaminhado para a Vigilância do município de Corumbá para que a Rede de Saúde se atente para possíveis casos suspeitos que atendam à definição”, disse a diretora da Vigilância em Saúde de MS, Larissa Domingues Castilho de Arruda.

O secretário de Saúde, Geraldo Resende, disse que a informação da suspeita do vírus no país vizinho era muito recente, já que a notícia sobre o novo vírus foi divulgado pela comunidade científica há menos de 24 horas, após estudos dos CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos).

A doença rara já havia matado quatro pessoas entre 2003 e 2019, porém, com a possibilidade de transmissão entre humanos, o risco de propagação aumenta.

Acredita-se que o vírus seja proveniente de roedores e tenha sido transmitido a humanos por contato direto ou indireto com a saliva, urina e fezes de animais infectados.

Já em relação à transmissão entre humanos, a infecção pode acontecer por contato com os fluidos corporais do paciente ou durante procedimentos em ambientes de saúde.

Pesquisas ainda devem ser feitas para entender como o vírus se espalha e causa doenças.

“O vírus é transmitido por alimentos e água contaminados pela urina e fezes de ratos infectados. Ainda está sendo estudada a transmissão de humano para humano”, disse SES em nota.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA MÚSICA
Sambista, ela era um dos principais nomes da música morre de Covid aos 49 anos
Até na chuva clamor por médico é realizado - Crédito: Reprodução Facebook LUTA PELA VIDA
COM COVID, Médico em estado grave recebe orações diárias em frente a hospital em MS
DIAS TERRÍVEIS
'Vamos viver dias terríveis': MS chega a média de 850 casos por dia e internações aumentam
DOURADOS - UNIGRAN
Com exames gratuitos para mulher, UNIGRAN recebe Unidade Móvel do Hospital de Amor em março
TOQUE DE RECOLHER
Governo prorroga toque de recolher e restrições seguem até 12 de março
AÇÕES DO GOVERNO MS
Parceria vai levar assist. documentação e benef. para 8 comunidades ribeirinhas na região pantaneira
VACINAS POR MUNICÍPIOS
Confira quantas doses de vacina contra a Covid cada município está recebendo neste 5º lote em MS
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Covid-19: Brasil registra 1.541 mortes em 24 horas
CASO RARO
Filhote de cachorro nasce com seis patas e duas caudas
TRISTEZA NA FAMILIA
Pai e filho morrem de Covid-19 com poucas horas de diferença