Menu
SADER_FULL
segunda, 23 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
UNIGRAN DOURADOS
ASSUSTADOR

Segunda onda da Covid-19 avança rápido na Europa: "Pior do que a primeira"

No Brasil o Amazonas já vive os efeitos da segunda onda e os hospitais voltaram a ter lotação máxima

27 Out 2020 - 13h22Por Guilherme Becker / Editor com informações da Reuters

segunda onda da Covid-19 preocupa os líderes europeus, principalmente pela velocidade que o vírus avança. Após franceses, italianos e ingleses relaxarem as medidas de restrição, nas últimas semanas os casos dispararam novamente e os países voltaram a bater recordes. Na França, no último domingo (25), pela primeira vez foi registrado mais de 50 mil casos diários.

Entretanto, não é apenas a Europa que deve se preocupar com o avanço da segunda onda da covid-19. No Brasil, os hospitais de Manaus já vivem novamente o colapso do sistema de saúde, com macas acumuladas pelos corredores e acompanhante dormindo embaixo de macas.

Segunda onda da Covid-19 na Europa 

Os países da Europa voltaram a adotar medidas severas de prevenção contra o coronavírus. Após a primeira onda, que deixou hospitais lotados em várias cidades do velho continente, governos temem ter que adotar o lockdown outra vez e bloquear a economia. Na França, o toque de recolher já está de volta.

“O vírus está circulando com mais rapidez […] a segunda onda da pandemia começou em agosto”, contou o infectologista Arnaud Fontanet ao canal BFM TV. O médico ainda contou que uma frente fria em setembro fez com que os indicadores crescessem no continente, pois o vírus se espalha com maior facilidade em ambientes fechados.

Na Alemanha a expectativa é que até o final de semana o número de novos infectados diários ultrapasse 20 mil. “Teremos meses muito, muito difíceis pela frente”, declarou a chanceler alemã, Angela Merkel.

Espanha e Itália, que foram os países mais afetados na chegada do vírus a Europa já estão com medidas ativas. Em cidades italianas bares e restaurantes só podem funcionar até às 18h, cinemas e academias estão fechados e em alguns locais existe toque de recolher. Já na Espanha, o primeiro-ministro, Pedro Sánchez, falou que o país vive um novo estado de emergência.

O Brasil será atingido pela segunda onda?

Com medidas de prevenção diferentes em várias cidades, o Brasil carrega por muitos meses os efeitos da possível primeira onda ainda. Porém, com os números voltando a crescer na Europa, a preocupação é que os brasileiros possam voltar a ver o colapso do sistema de saúde em diversas cidades.

Em Manaus, que foi um dos locais mais atingidos no início da pandemia, a covid-19 já dá indícios que chegou a segunda onda. A maioria dos hospitais da capital amazonense estão lotados e a busca por leitos voltou a preocupar autoridades.

Apesar dos índices nacionais estarem em queda há algumas semanas, a situação é de alerta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ALTA NO PREÇO
Bolsonaro diz que alta nos preços dos alimentos é consequência do "fique em casa"
CORONAVIRUS
UFPR confirma que dois cachorros testam positivo para coronavirus
AUXILIO POPULAÇÃO
Ala política defende prorrogar auxílio emergencial, mas Bolsonaro ainda não decidiu
DIAGNÓSTICO COMPROMETIDO
Bolsonaro diz que estados e municípios devem explicar testes de Covid sem uso prestes a vencer
PANDEMIA
Brasil acumula 6,07 milhões de casos e 169 mil mortes por covid-19
COMBATE AO MOSQUITO
Ação estratégica: Governo faz Dia D da campanha "Aproveite a Quarentena e Limpe o seu Quintal"
CULTURAMA CULTURAMA E FÁTIMA DO SUL
Culturama registra mais 02 positivos e chegando a 03 ativos, confira o mapeamento em Fátima do Sul
boletim covid FÁTIMA DO SUL - BOLETIM COVID-19
BOLETIM: Mais 05 casos positivos de coronavírus é registrado nas últimas 24h em Fátima do Sul
CORONAVÍRUS EM MS
Em 24 horas, MS registra sete novos óbitos por coronavírus
AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio emergencial é creditado para nascidos em dezembro