Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 23 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Bem Estar

Saiba como combater as bactérias dentro de casa e evitar riscos à saúde

6 Nov 2013 - 09h19Por G1

Existem bilhões de bactérias espalhadas por todos os cantos da casa e, se o controle e a limpeza não forem feitos da maneira correta, elas podem trazer risco para a saúde da família. No Bem Estar desta terça-feira (5), o infectologista Caio Rosenthal e a microbiologista Maria Tereza Destro explicaram que descobrir onde as bactérias estão é importante para combatê-las e evitar contaminações.

Segundo os especialistas, as bactérias não voam, não pulam nem andam – elas se espalham pela casa através dos animais domésticos, dos insetos e das mãos das pessoas.

As mãos, aliás, são o principal veículo de transmissão e, por isso, é importante mantê-las limpas durante as atividades dentro de casa, como cozinhar, por exemplo.

No entanto, não adianta lavar as mãos se os botões do fogão estiverem sujos porque, ao primeiro toque, as mãos já estarão contaminadas novamente. Para deixar o fogão limpo, tirar a gordura e matar as bactérias, é preciso primeiro usar um desengordurante ou detergente e depois um produto bactericida.

Para evitá-las, a dica é lavar bem as mãos e unhas antes de manipular a comida, evitar tossir ou espirrar sobre os alimentos, não deixar a louça suja acumulada por muito tempo e lavar as frutas da fruteira logo antes de comer. De acordo com o infectologista Caio Rosenthal, o hipoclorito de sódio é uma grande arma na higiene da pia e dos alimentos.

É preciso, ainda, lavar frequentemente os panos de limpeza, que, por serem úmidos e conterem restos de alimentos, podem criar colônias de bactérias. Para mantê-los limpos, a dica é deixá-los de molho em uma solução com cloro ou água sanitária.

Lixo formigas (Foto: Arte/G1)

Já no banheiro, as bactérias podem aparecer por causa do botão da descarga, como explicou o infectologista Caio Rosenthal. Segundo o médico, esse local pode estar habitado por bactérias que moram no intestino das pessoas e, para evitá-las, a principal dica é dar descarga com a tampa fechada. Afastar toalhas de banho e rosto da privada e guardar as escovas de dente e o fio dental em locais protegidos também são medidas eficientes.

Ainda no banheiro, pode haver proliferação de bactérias da boca, mas, ao contrário das bactérias do intestino, elas não oferecem tanto perigo à saúde. Segundo os especialistas, ao beijar uma pessoa, por exemplo, ninguém se prejudica, o que comprova o baixo risco. Embora menos perigosas, essas bactérias podem afetar pessoas que têm a imunidade reduzida e, por isso, também é importante controlá-las e manter a higiene do banheiro, especialmente na pia.

Depois de coletar amostras das pias da cozinha e do banheiro, dos interruptores das descargas e dos botões do fogão, o resultado foi: a cozinha é a área mais contaminada nas duas casas. No entanto, na pia da cozinha da Francisca foi encontrada uma bactéria diferente, chamada de pseudômona, que a princípio não oferece grandes riscos, mas pode prejudicar pessoas com imunidade baixa em ambiente hospitalar.

Os especialistas falaram também sobre os produtos que matam as bactérias, como água sanitária e água fervente. Produtos multiuso de limpeza, sabão em pó, saponáceo, detergente e desengordurante, por exemplo, só são eficientes contra as bactérias se houver no rótulo a presença de substâncias como quaternário de amônio, cloro, formol ou álcool com concentração igual ou superior a 70%.

Além disso, a microbiologista Maria Teresa Destro alertou que é importante respeitar a quantidade indicada no rótulo – se colocar pouco, pode anular a ação bactericida; se puser demais, pode dar reação alérgica respiratória ou na pele.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ALTA NO PREÇO
Bolsonaro diz que alta nos preços dos alimentos é consequência do "fique em casa"
CORONAVIRUS
UFPR confirma que dois cachorros testam positivo para coronavirus
AUXILIO POPULAÇÃO
Ala política defende prorrogar auxílio emergencial, mas Bolsonaro ainda não decidiu
DIAGNÓSTICO COMPROMETIDO
Bolsonaro diz que estados e municípios devem explicar testes de Covid sem uso prestes a vencer
PANDEMIA
Brasil acumula 6,07 milhões de casos e 169 mil mortes por covid-19
COMBATE AO MOSQUITO
Ação estratégica: Governo faz Dia D da campanha "Aproveite a Quarentena e Limpe o seu Quintal"
CULTURAMA CULTURAMA E FÁTIMA DO SUL
Culturama registra mais 02 positivos e chegando a 03 ativos, confira o mapeamento em Fátima do Sul
boletim covid FÁTIMA DO SUL - BOLETIM COVID-19
BOLETIM: Mais 05 casos positivos de coronavírus é registrado nas últimas 24h em Fátima do Sul
CORONAVÍRUS EM MS
Em 24 horas, MS registra sete novos óbitos por coronavírus
AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio emergencial é creditado para nascidos em dezembro