Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 23 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
CIA DO BICHO
ALERTA VERMELHO

Rússia, Alemanha, Indonésia e Japão batem recorde de novos casos de Covid

Itália registrou maior nº de mortes desde abril, e a Indonésia anunciou vacinação da população neste ano com imunizantes da Sinovac (que é testado no Brasil) e da Sinopharm.

13 Nov 2020 - 10h54Por G1

Rússia, Alemanha, Indonésia e Japão registraram novos recordes de novos casos de Covid nesta sexta-feira (13), e a Itália teve mais de 600 mortes nas últimas 24 horas, pior número desde abril.

Em meio ao avanço da segunda onda de contágio na Europa, a Rússia teve 21.983 novos infectados e 411 mortes — o que elevou o total para 1.880.551 e 32.443, respectivamente.

Moscou segue como o principal foco da doença no país, que é o quinto em número de casos — atrás apenas de EUA, Índia, Brasil e França.

Alemanha registrou um novo recorde de 23.542 novas infecções e 218 óbitos, o que elevou o total para 751.095 e 12.200.

Já a Itália registou 636 mortes, o pior número desde abril passado, e detectou 37.978 novos casos.

Na Espanha, viajantes que não tiverem um teste PCR negativo para Covid feito nas últimas 72 horas podem ser multados em até 6 mil euros (quase R$ 39 mil na cotação atual).

O país registrou 19.511 novos casos e 356 mortes, elevando o total para 1.437.220 e 40.461, respectivamente.

Coronavírus na Ásia

No Japão, foram 1.685 novos infectados, número que bateu o recorde do dia anterior. O total de casos chegou a 116.220 e o de mortes se aproximou de 2 mil.

Apesar da alta nos casos, o primeiro-ministro Yoshihide Suga descartou que o país precise de outro estado de emergência para enfrentar a pandemia.

"Os especialistas ainda não acham que estamos em uma situação em que precisamos instituir outro estado de emergência", afirmou o premiê.

O Japão impôs um estado de emergência pela primeira vez em abril e o suspendeu no mês seguinte.

Vacinação em massa na Indonésia

Indonésia registrou 5.444 novos casos e 104 mortes. Com 457.735 infectados e 15.037 óbitos, o país é o mais afetado pela pandemia no sudeste asiático.

O governo indonésio anunciou que vai receber 18 milhões de vacinas das chinesas Sinovac e Sinopharm para vacinar em massa a população.

A intenção é receber uma autorização de emergência na primeira semana de dezembro e iniciar a vacinação duas semanas depois, começando por profissionais de saúde, policiais e militares.

Polêmica da CoronaVac no Brasil

A Sinovac é a empresa que desenvolve a CoronaVac, imunizante que é testado no Brasil e foi alvo de polêmica entre o governo federal e o de São Paulo nesta semana.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisasuspendeu os testes no país na noite de segunda-feira (9), após um "evento adverso grave" com um voluntário.

O Instituto Butantan, responsável pelos testes no Brasil, afirmou que tinha avisado a Anvisa da morte de um voluntário, mas que não havia nenhuma relação com a vacina.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) celebrou a suspensão dos testes e citou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que é seu adversário político.

Apesar de dizer que a decisão de interromper os testes da CoronaVac foi "técnica" e baseada na falta de informações, a Anvisa autorizou a retomada dos estudos na quarta-feira (11).

Deixe seu Comentário

Leia Também

ALTA NO PREÇO
Bolsonaro diz que alta nos preços dos alimentos é consequência do "fique em casa"
CORONAVIRUS
UFPR confirma que dois cachorros testam positivo para coronavirus
AUXILIO POPULAÇÃO
Ala política defende prorrogar auxílio emergencial, mas Bolsonaro ainda não decidiu
DIAGNÓSTICO COMPROMETIDO
Bolsonaro diz que estados e municípios devem explicar testes de Covid sem uso prestes a vencer
PANDEMIA
Brasil acumula 6,07 milhões de casos e 169 mil mortes por covid-19
COMBATE AO MOSQUITO
Ação estratégica: Governo faz Dia D da campanha "Aproveite a Quarentena e Limpe o seu Quintal"
CULTURAMA CULTURAMA E FÁTIMA DO SUL
Culturama registra mais 02 positivos e chegando a 03 ativos, confira o mapeamento em Fátima do Sul
boletim covid FÁTIMA DO SUL - BOLETIM COVID-19
BOLETIM: Mais 05 casos positivos de coronavírus é registrado nas últimas 24h em Fátima do Sul
CORONAVÍRUS EM MS
Em 24 horas, MS registra sete novos óbitos por coronavírus
AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio emergencial é creditado para nascidos em dezembro