Menu
SADER_FULL
domingo, 7 de março de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
COMBATE À COVID 19

Prosseguir: SES traça nova estratégia de acompanhamento sobre a Covid-19 em MS

a SES designou servidores da saúde para atuarem como"padrinhos e madrinhas" e serem agentes colaboradores neste projeto.

18 Set 2020 - 08h34Por Portal do MS

Para aperfeiçoar ainda mais a elaboração e execução das ações para o enfrentamento à Covid-19, o Governo de Mato Grosso do Sul criou uma estratégia para que as redes assistenciais dos municípios possam contar com apoio necessário às ações de combate ao coronavírus.

Para isso, a SES designou servidores da saúde para atuarem como“padrinhos e madrinhas” e serem agentes colaboradores neste projeto. A Resolução Nº 60/SES/MS foi publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (17).

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, os padrinhos e madrinhas farão a interlocução com os representantes da rede de assistência de saúde nos município para que eles prestem assessoria na construção de novas ações e estratégias ao enfrentamento à Covid-19. 

A SES também criou um manual que contém as atribuições mínimas previstas para os padrinhos e madrinhas que serão responsáveis por: intermediar a comunicação com os coordenadores de epidemiologia e da rede de assistência de saúde nos municípios; dirimir eventuais dúvidas técnicas ao seu respectivo “afilhado” (município); recomendar adoção de medidas mínimas para o fortalecimento das ações de proteção para o enfrentamento à Covid-19 e recepcionar informações e dados elaborados pelos respectivos municípios.

Conforme a Resolução ‘P’ SES Nº 425, os servidores selecionados foram designados para atuarem nas quatro macrorregiões (Campo Grande, Corumbá, Dourados e Três Lagoas), que incorporam as microrregiões de saúde.

O manual recomenda que os padrinhos ou madrinhas deverão entrar em contato o mais rápido possível com seu afilhado (município de responsabilidade) para conhecer a situação atual. Deve-se buscar o contato direto, via telefone, com o respectivo secretário municipal da Saúde. Em caso de impossibilidade, o contato será feito direto com o coordenador da assistência ou com o coordenador da vigilância em saúde de cada município.

O padrinho ou a madrinha deve entrar em contato com o afilhado (município) no mínimo três vezes por semana, de forma a se manter informado sobre a situação atual do município. Deve ainda acompanhar o quantitativo de casos Covid-19, e caso haja aumento de casos discrepantes, entrar em contato com seu afilhado buscando conhecer a justificativa desta ocorrência e prestar auxílio, quando possível. Para essa atividade, uma planilha contendo o número atualizado dos casos notificados/confirmados de Covid-19 será encaminhada pela Coordenadoria Estadual do Telesaúde de Mato Grosso do Sul.

Prosseguir

O Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir) vem implementando diversos indicadores, sendo um deles a Capacidade de Monitoramento e Rastreio do Contato de Casos Confirmados Covid-19. Tendo como pilares estratégicos a Saúde, a Economia e Recomendações de Flexibilização, a metodologia  utiliza os elementos de monitoramento indicados pela Organização Pan Americana de Saúde (Opas) e, por consequência, pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

O Prosseguir é monitorado por um Comitê Gestor, formado por membros de diferentes instituições e secretarias (como Segov, SES, Sefaz, Semagro, SAD, Sejusp, CGE, PGE e Conleg) que se reúne para análise e avaliação dos indicadores. As informações dos municípios são encaminhadas aos prefeitos e aos empresários, por meio de entidades representativas.

Rodson Lima, SES

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM COVID-19
16 óbitos em 07 cidades nas últimas 24h, já faltam leitos nos hospitais da microrregião da Capital
TUDO PARADO
INSS interrompe atendimentos após servidores testarem positivo para a Covid-19 em Dourados
CORONAVÍRUS NO MS
Trabalho da SES possibilita habilitação de 115 leitos de UTI-Covid em MS
NA LUTA PELA VIDA
Sertanejo campo-grandense Paulo Sérgio está internado em estado grave com coronavírus
100 UTI = OBITO
Ministério da Saúde prevê 3 mil mortes por dia por covid-19 nas próximas duas semanas
PICO DA PANDEMIA
SES registra 23 novos óbitos por Covid, e MS já acumula 3.416 vidas perdidas
TRISTEZA NA FAMILIA
'Não tem UTI,amo vcs':a história por trás do tuíte viral que revela mensagens de mãe morta por covid
CORONAVIRUS EM JUTI
Com alta ocupação de leitos em MS, Juti proíbe até reuniões familiares
FÁTIMA DO SUL - VACINAÇÃO CONTRA COVID
Idosos a partir de 75 anos começam ser vacinados nesta sexta-feira em Fátima do Sul
AQUISIÇÃO DE VACINA
Vicentina e 10 cidades do MS aderiram a consórcio para compra de vacina contra Covid-19