Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 1 de março de 2021
SADER_FULL
Busca
COVID-19 EM MT

MT é o 3º com mais enfermeiros mortos por covid; só perde para RJ e SP

CorenMT denuncia descaso com profissionais que trabalham mais tempo expostos e mais próximo no cuidado do paciente

23 Ago 2020 - 17h12Por Repórter MT

Mato Grosso já é o terceiro Estado do país com maior registro de mortes de profissionais de enfermagem pelo novo coronavírus. Até a tarde de sexta-feira (21), 29 enfermeiros e técnicos de enfermagem morreram por conta da doença. No 3º lugar, empatado com Pernambuco, só fica atrás do Rio de Janeiro e São Paulo que são os estados mais populosos do país. 

No país, 49,2% dos profissionais da saúde que morreu em razão do novo coronavírus são da Enfermagem. Dados do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) mostram que 1.116.197 de trabalhadores da saúde foram infectados: técnicos/auxiliares de enfermagem (83.648; 34,4%), enfermeiros (35.463; 14,6%), médicos (26.087; 10,7%), agentes comunitários de saúde (11.873; 4,9%)e recepcionistas de unidades de saúde (10.523; 4,3%). 

O Brasil é recordista mundial em número de casos e óbitos de profissionais de saúde. Enquanto os Estados Unidos e a Itália, países epicentros do novo coronavírus, juntos, registraram 204 mortes de enfermeiros, aqui já morreram 376. O Observatório da Enfermagem, site criado pelo Confen para concentrar os números de infectados, mortos e internados, mostrou que, na última semana, quase triplicaram as mortes de enfermeiros durante a pandemia.

Toda semana a categoria perde um profissional no Estado e o registro de infectados já chegou a 857 em Mato Grosso. Segundo o presidente do Conselho Regional de Enfermagem (Coren-MT), Antonio Cesar Ribeiro, mortes evitáveis se não fossem as condições precárias que a Enfermagem vem recebendo das instituições empregadoras.

O presidente lembra que esses profissionais de enfermagem que foram afastados porque ficaram doentes e estão em tratamento, não estão sendo repostos. O que sobrecarrega ainda mais àqueles que continuam na linha de frente no combate à covid enfrentando uma longa jornada e o aumento de pacientes a cada dia. “Acabamos nos expondo muito mais e morrendo”, assinalou.

Os profissionais da Enfermagem morrem, argumentou Ribeiro, não somente em razão de atuarem em pronto-atendimento e UTI (Unidade de Terapia Intensiva) dos hospitais referências, mas por trabalharem mais tempo expostos e mais próximo no cuidado do paciente e, ainda, por não terem os equipamentos necessários e as condições necessárias de trabalho.

Condições que não favorecem um trabalho seguro, como equipamentos de péssima qualidade e racionados, onde cada profissional recebe dois kits de equipamentos para uso num plantão de 12 horas. O Coren mantém as fiscalizações frequentes à medida que recebe denúncias. Conforme ele, os fiscais vão até as instituições, as notificam e elas fazem de conta que cumprem, o que não acontecem.

“Nossa posição é nós fiquemos em luto permanente, pela perda dos nossos colegas. Isso aí é imoral do ponto de vista das organizações públicas e privadas que não oferecem condições e estão nos expondo a risco de mortes, isso é real e está acontecendo toda semana”, lamentou o presidente do Coren-MT.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES CONTRA NOVA VARIANTE
SES inicia tratativas para evitar que nova variante do coronavírus chegue no Estado
LUTO NO JORNALISMO
LUTO NO JORNALISMO: Morre fotojornalista do Correio do Estado, Valdenir Rezende
LUTO NA MÚSICA
Sambista, ela era um dos principais nomes da música morre de Covid aos 49 anos
Até na chuva clamor por médico é realizado - Crédito: Reprodução Facebook LUTA PELA VIDA
COM COVID, Médico em estado grave recebe orações diárias em frente a hospital em MS
DIAS TERRÍVEIS
'Vamos viver dias terríveis': MS chega a média de 850 casos por dia e internações aumentam
DOURADOS - UNIGRAN
Com exames gratuitos para mulher, UNIGRAN recebe Unidade Móvel do Hospital de Amor em março
TOQUE DE RECOLHER
Governo prorroga toque de recolher e restrições seguem até 12 de março
AÇÕES DO GOVERNO MS
Parceria vai levar assist. documentação e benef. para 8 comunidades ribeirinhas na região pantaneira
VACINAS POR MUNICÍPIOS
Confira quantas doses de vacina contra a Covid cada município está recebendo neste 5º lote em MS
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Covid-19: Brasil registra 1.541 mortes em 24 horas