Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 26 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
COVID-19 EM MT

MT é o 3º com mais enfermeiros mortos por covid; só perde para RJ e SP

CorenMT denuncia descaso com profissionais que trabalham mais tempo expostos e mais próximo no cuidado do paciente

23 Ago 2020 - 17h12Por Repórter MT

Mato Grosso já é o terceiro Estado do país com maior registro de mortes de profissionais de enfermagem pelo novo coronavírus. Até a tarde de sexta-feira (21), 29 enfermeiros e técnicos de enfermagem morreram por conta da doença. No 3º lugar, empatado com Pernambuco, só fica atrás do Rio de Janeiro e São Paulo que são os estados mais populosos do país. 

No país, 49,2% dos profissionais da saúde que morreu em razão do novo coronavírus são da Enfermagem. Dados do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) mostram que 1.116.197 de trabalhadores da saúde foram infectados: técnicos/auxiliares de enfermagem (83.648; 34,4%), enfermeiros (35.463; 14,6%), médicos (26.087; 10,7%), agentes comunitários de saúde (11.873; 4,9%)e recepcionistas de unidades de saúde (10.523; 4,3%). 

O Brasil é recordista mundial em número de casos e óbitos de profissionais de saúde. Enquanto os Estados Unidos e a Itália, países epicentros do novo coronavírus, juntos, registraram 204 mortes de enfermeiros, aqui já morreram 376. O Observatório da Enfermagem, site criado pelo Confen para concentrar os números de infectados, mortos e internados, mostrou que, na última semana, quase triplicaram as mortes de enfermeiros durante a pandemia.

Toda semana a categoria perde um profissional no Estado e o registro de infectados já chegou a 857 em Mato Grosso. Segundo o presidente do Conselho Regional de Enfermagem (Coren-MT), Antonio Cesar Ribeiro, mortes evitáveis se não fossem as condições precárias que a Enfermagem vem recebendo das instituições empregadoras.

O presidente lembra que esses profissionais de enfermagem que foram afastados porque ficaram doentes e estão em tratamento, não estão sendo repostos. O que sobrecarrega ainda mais àqueles que continuam na linha de frente no combate à covid enfrentando uma longa jornada e o aumento de pacientes a cada dia. “Acabamos nos expondo muito mais e morrendo”, assinalou.

Os profissionais da Enfermagem morrem, argumentou Ribeiro, não somente em razão de atuarem em pronto-atendimento e UTI (Unidade de Terapia Intensiva) dos hospitais referências, mas por trabalharem mais tempo expostos e mais próximo no cuidado do paciente e, ainda, por não terem os equipamentos necessários e as condições necessárias de trabalho.

Condições que não favorecem um trabalho seguro, como equipamentos de péssima qualidade e racionados, onde cada profissional recebe dois kits de equipamentos para uso num plantão de 12 horas. O Coren mantém as fiscalizações frequentes à medida que recebe denúncias. Conforme ele, os fiscais vão até as instituições, as notificam e elas fazem de conta que cumprem, o que não acontecem.

“Nossa posição é nós fiquemos em luto permanente, pela perda dos nossos colegas. Isso aí é imoral do ponto de vista das organizações públicas e privadas que não oferecem condições e estão nos expondo a risco de mortes, isso é real e está acontecendo toda semana”, lamentou o presidente do Coren-MT.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINA - ACIDENTE FATAL
Homem morre em capotamento na Linha do Major Pedro, em Vicentina
PREVISÃO DO TEMPO PARA SEMANA
ALERTA: Semana será com chuvas intensas e possibilidade de raios e granizo em MS
BRASIL - 157.134 MORTES
Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
MS - 1.553 MORTES
Com novos testes positivos, casos de Covid-19 continuam crescendo em MS
ABSURDO
Mulher abandona o bebê no hospital após ele ser infectado pelo coronavírus
Paramédico retira mulher de uma ambulância na entrada de hospital em Burgos, na Espanha, na quarta-feira (21)  Foto: Cesar Manso/AFP 2ª ONDA DE CORONAVÍRUS
Com mais jovens infectados, Espanha declara novo estado de emergência por 2ª onda de Coronavírus
FÁTIMA DO SUL - LUTO
CORONAVÍRUS: Idosa é a 13ª morte registrada por covid-19 nas últimas 24h em Fátima do Sul
DOURADOS - MORTE POR COVID
Mulher morre por Covid após passar menos de um dia internada em Dourados
AÇÕES DO GOVERNO MS
Resultado do leilão da Sanesul encurta tempo de universalização e garante saúde para população de MS