Menu
SADER_FULL
domingo, 28 de fevereiro de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
INVESTIMENTOS NA SAÚDE

MS vai receber R $ 4,9 milhões para rastreio e monitoramento de casos da Covid-19

Profissionais de vigilância e atenção primária à saúde, recebendo incentivos em ações para minimizar o avanço da pandemia

4 Set 2020 - 13h45Por Correio do Estado

O Ministério da Saúde vai repassar a todos os municípios do Brasil R $ 369,7 milhões para verba para rastreio e monitoramento de casos da Covid-19. As cidades de Mato Grosso do Sul contamão com R $ 4,9 milhões.

A portaria regulamentando o ato foi publicada na edição desta sexta-feira (4) do Diário Oficial da União. Para chegar a esse valor, a pasta levou o número de profissionais que atuam nas áreas de Vigilância em Saúde e Atenção Primária à Saúde.

No caso de Campo Grande, são 224 trabalhadores nessas condições, cada um recebendo R $ 6 mil como incentivo. No total, a Capital terá R $ 1,3 milhão.

Ainda conforme a publicação do DOU, esses profissionais devem identificar pacientes e seus familiares como forma de minimizar o contágio do vírus, devendo cadastrar os dados em uma plataforma interna do Sistema Único de Saúde (SUS).

A verba será repassada em uma parcela, sem necessidade das prefeituras informaram oficialmente se quiserem receber.

Mato Grosso do Sul está atualmente no platô da pandemia, ou seja, atingiu o pico de contaminações, mas ainda não há sinais de queda nos registros.

Em julho, o secretário de estado de Saúde, Geraldo Resende, chamou a atenção dos gestores municipais para reforçarem como ações de rastreio.

“Muitas das mortes que têm acontecido no Mato Grosso do Sul ocorre porque o paciente já chega em estado crítico nos hospitais. Não podemos deixar que o paciente chegue em estado grave, como está acontecendo, porque uma chance de recuperação local ”, explicou na época.

O alerta surtiu efeito. Um mês depois, o relatório do Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir) apontou que Campo Grande fez uma classificação de grau extremo na pandemia.

Um dos motivos que levou a essa melhora foi o rastreamento de contatos de casos confirmados feito pelo município.

“Campo Grande, que melhorou a busca por contatos de casos confirmados, ampliou sua capacidade de testagem em parceria com o governo estadual e apresentada uma disponibilidade de equipamentos de proteção individual [EPIs] satisfatória”, pontuou o secretário de estado de estado, Eduardo Riedel .

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES CONTRA NOVA VARIANTE
SES inicia tratativas para evitar que nova variante do coronavírus chegue no Estado
LUTO NO JORNALISMO
LUTO NO JORNALISMO: Morre fotojornalista do Correio do Estado, Valdenir Rezende
LUTO NA MÚSICA
Sambista, ela era um dos principais nomes da música morre de Covid aos 49 anos
Até na chuva clamor por médico é realizado - Crédito: Reprodução Facebook LUTA PELA VIDA
COM COVID, Médico em estado grave recebe orações diárias em frente a hospital em MS
DIAS TERRÍVEIS
'Vamos viver dias terríveis': MS chega a média de 850 casos por dia e internações aumentam
DOURADOS - UNIGRAN
Com exames gratuitos para mulher, UNIGRAN recebe Unidade Móvel do Hospital de Amor em março
TOQUE DE RECOLHER
Governo prorroga toque de recolher e restrições seguem até 12 de março
AÇÕES DO GOVERNO MS
Parceria vai levar assist. documentação e benef. para 8 comunidades ribeirinhas na região pantaneira
VACINAS POR MUNICÍPIOS
Confira quantas doses de vacina contra a Covid cada município está recebendo neste 5º lote em MS
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Covid-19: Brasil registra 1.541 mortes em 24 horas