Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 29 de maio de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
ARBOVIROSE

MS lança nesta segunda-feira campanha de enfrentamento de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti

O lançamento será às 9h no auditório da Governadoria, com a presença do secretário de Estado de Saúde Geraldo Resende, prefeitos, secretários municipais e membros do CECA – Comitê Estadual de Combate às Arboviroses.

4 Nov 2019 - 06h09Por Portal do MS

Campo Grande (MS) – O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES) lança nesta segunda-feira (4.11) a Campanha Estadual de Enfrentamento das Arboviroses, ação que vai envolver todos os municípios com o objetivo de combater doenças como a dengue, zika, chikungunya e febre amarela. O lançamento será às 9h no auditório da Governadoria, com a presença do secretário de Estado de Saúde Geraldo Resende, prefeitos, secretários municipais e membros do CECA – Comitê Estadual de Combate às Arboviroses. 

O principal objetivo da Campanha é a conscientização da sociedade e dos gestores municipais (prefeitos e secretários municipais de saúde) sobre a importância de se organizarem antes da chegada do período chuvoso, no combate ao surgimento de novos criadouros do mosquito. “A iniciativa reforça a necessidade de cada cidadão sul-mato-grossense tomar a decisão de proteger a sua casa e de seus familiares contra o Aedes aegypti, mosquito responsável pela transmissão de quatro doenças: dengue, zika, chikungunya e febre amarela”, explica o secretário Geraldo Resende.

Arbovirose são doenças causadas pelos chamados arbovírus. Existem 545 espécies de arbovírus, sendo que 150 delas causam doenças em seres humanos. Mas hoje a expressão tem sido mais usada quando se trata de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

Ações

Entre as ações que constarão da campanha está a formação de forças tarefa denominadas “Vamos limpar nossa casa” em todos os municípios, com a mobilização das comunidades para retirada de criadouros potenciais do mosquito. Para tanto, o Estado vai fornecer aos municípios quinhentos mil sacos de lixo, três mil pares de luvas ecológicas, um milhão de folders, 20 mil cartazes, 700 faixas e 1.600 banners para campanhas educativas.

Outra medida é o Projeto “Educando nossas Crianças”, por meio do qual a SES, em parceria com os 79 municípios, vai realizar palestras educacionais com apresentação de teatro nas escolas municipais, estaduais e privadas. A proposta é que os estudantes tenham conhecimentos básicos de prevenção em saúde, e para isso haverá distribuição de materiais educativos.

A realização de oficinas para Agentes de Combate a Endemias e Agentes Comunitários de Saúde de todos os municípios do Estado é outra vertente da Campanha. Os trabalhos terão o objetivo principal de propiciar conhecimentos atualizados nas seguintes modalidades: biologia de vetores (culicídeos, flebotomíneos e triatomíneos); organização das operações de campo; visitas domiciliares (internas e externas); métodos de controle (biológico, mecânico, químico, ambiental, integrado e legal); segurança do trabalho e utilização correta de equipamentos de proteção individual; vigilância epidemiológica; entre outras.

Para o dia 12 de novembro está prevista uma força tarefa no Parque dos Poderes, sendo que no período da manhã haverá apresentação das situações positivas e negativas dos órgãos públicos do Parque. No período da tarde, acontecerá uma visita aos órgãos públicos em parceria com os Agentes de Combate a Endemias de Campo Grande.

e-Visita Voluntário

Uma das estratégias da Campanha de Enfrentamento das Arboviroses será o lançamento do e-Visita Voluntário, um aplicativo para celulares que possibilitará às instituições públicas e privadas informar no sistema utilizado pelos Agentes de Combate de Endemias, a existência de focos de proliferação do Aedes aegypti. O programa será disponibilizado gratuitamente para ser baixado no aparelho do voluntário, que deverá fazer parte de uma empresa cadastrada no Projeto.

“As vistorias regulares serão realizadas por colaboradores da empresa/instituição, os quais serão orientados e treinados para a ação. Após as vistorias regulares, os dados serão enviados para a gestão de controle de vetores. A partir daí, serão pensadas estratégias para prevenção e combate ao vetor pela Coordenação de Vetores Estadual e Municipal”, explica Marcos Espíndola, coordenador da CETEC (Coordenadoria de Tecnologia da Informação), da Secretaria de Estado de Saúde.

 

Ricardo Minella – Secretaria de Estado de Saúde

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS - TRISTE
Protocolo é seguido e mulher vítima de Covid-19 é enterrada sem despedida de familiares em Dourados
CORONAVIRUS EM RIO BRILHANTE
A situação desandou em Rio Brilhante já são 38 casos da Covid-19 confirmados
EPICENTRO DA COVID-19
Saúde amplia testagem em Fátima do Sul e região de Dourados, novo epicentro da covid-19
MS 1.356 INFECTADOS
MS teve um caso novo a cada 15 min. nas últimas 24 horas e já tem 1.356 infectados por coronavírus
TRATAMENTO INTENSIVO
Dourados tem cinco pacientes internados por Covid-19 em UTIs
19ª MORTE NO MS
Jovem de 27 anos morre por Covid-19 em Dourados
PICOLEZEIRO
Família reza, mas picolezeiro de 79 anos não para com carrinho em casa
CORONAVIRUS EM DOURADOS
Com crescente número de coronavírus em MS, Dourados ultrapassa 230 casos
FÁTIMA DO SUL - BOLETIM CORONAVÍRUS
Fátima do Sul registra mais 08 casos nas últimas 24h e chega a 61, confira o Boletim
CORONAVIRUS NA REGIÃO
Em 24 horas Bataguassu registra dois novos casos de Coronavírus; Cidade soma 10 casos confirmados