Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 28 de fevereiro de 2021
SADER_FULL
Busca
MS - 1.674 MORTES

Ministério corrige falha e MS confirma 29 mortes por covid "encalhadas"

Óbitos deveriam entrar nos boletins de sábado até quarta-feira, mas só entraram na contagem nas últimas 24 horas

12 Nov 2020 - 18h35Por Campo Grande News

"A doença não acabou, precisa usar a máscara, regras de higiene e não permitir aglomerações", são os recados que a secretária adjunta de Saúde, Crhistinne Maymone, tem orientado há mais de 200 dias de pandemia em Mato Grosso do Sul, e que também foi dito durante transmissão de hoje (12), ao anunciar que 29 óbitos pela covid-19 entraram na contagem da pasta nas últimas 24 horas. 

O alto número foi ocasionado por instabilidade no sistema do Ministério da Saúde, que "represou" diversos óbitos que foram acontecendo mas não entraram no registro no Estado. A média de falecimentos nos últimos sete dias é de 6,4 mortes por dia.

Os novos registros, feitos nas últimas 24 horas, deveriam ter entrado em contagem nos boletins de sábado, domingo, terça-feira e quarta-feira, e incluem 17 mortes em Campo Grande, três em Corumbá, dois em Ponta Porã, dois em Rio Verde de Mato Grosso, um em Bonito, um em Coronel Sapucaia, um em Guia Lopes da Laguna, um em Porto Murtinho e um em Três Lagoas.

As vítimas tinham entre 42 a 91 anos de idade e apenas duas delas não possuíam comorbidades ou fatores de risco, ao contrário das demais 27.

Além disso, conforme noticiado pelo Campo Grande News, seis óbitos que deveriam entrar na contagem da última quinta-feira (5) entraram em boletim divulgado na terça-feira (10). Cinco óbitos que deveriam entrar na última sexta-feira (6) entraram apenas na quarta-feira (11).

Maymone frisou que o que aconteceu não foi apenas no Estado, como também em diversos estados brasileiros, que tiveram atrasos nos repasses dos dados do novo coronavírus.

Boletim atualizado - Boletim epidemiológico da covid-19 também trouxe 438 infectados pela doença, e Mato Grosso do Sul chega a 86.428 casos confirmados, além dos 1.674 óbitos totais.

Além disso, são 871 testes parados no Lacen (Laboratório Central) e unidades parceiras que aguardam resultado. Já por parte das secretarias municipais de Saúde, são 2,4 mil casos que aguardam resultado final. Todos esses números indicam que novos registros podem inflar.

Uma das novas mortes registrada aconteceu de fato em 29 de outubro. As demais ocorreram entre 4 e 10 de novembro.


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA MÚSICA
Sambista, ela era um dos principais nomes da música morre de Covid aos 49 anos
Até na chuva clamor por médico é realizado - Crédito: Reprodução Facebook LUTA PELA VIDA
COM COVID, Médico em estado grave recebe orações diárias em frente a hospital em MS
DIAS TERRÍVEIS
'Vamos viver dias terríveis': MS chega a média de 850 casos por dia e internações aumentam
DOURADOS - UNIGRAN
Com exames gratuitos para mulher, UNIGRAN recebe Unidade Móvel do Hospital de Amor em março
TOQUE DE RECOLHER
Governo prorroga toque de recolher e restrições seguem até 12 de março
AÇÕES DO GOVERNO MS
Parceria vai levar assist. documentação e benef. para 8 comunidades ribeirinhas na região pantaneira
VACINAS POR MUNICÍPIOS
Confira quantas doses de vacina contra a Covid cada município está recebendo neste 5º lote em MS
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Covid-19: Brasil registra 1.541 mortes em 24 horas
CASO RARO
Filhote de cachorro nasce com seis patas e duas caudas
TRISTEZA NA FAMILIA
Pai e filho morrem de Covid-19 com poucas horas de diferença