Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 3 de março de 2021
SADER_FULL
Busca
CASO Giovanna

Médico afirma à Polícia que socorro salvou vida de jovem "agredida"

O médico que prestou os primeiros socorros a Giovanna Nantes Tresse de Oliveira, 18 anos

13 Jan 2014 - 14h02Por CAMPO GRANDE NEWS

O médico que prestou os primeiros socorros a Giovanna Nantes Tresse de Oliveira, 18 anos, na virada do ano, em Campo Grande, ressaltou à Polícia que o atendimento de urgência salvou a vida dela. Ele prestou depoimento na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), que investiga uma suposta agressão por parte do namorado Matheus Georges Zadra Tannous, 19, e deu detalhes técnicos sobre o atendimento.

“O médico utilizou uma linguagem bem técnica para falar sobre o seu atendimento. Ele disse ainda que comemorava o Ano Novo com os seus parentes no apartamento ao lado e que crianças, no andar de cima, também faziam muito barulho, por isso não se recorda de ouvir gritos no local onde estava o casal”, disse o profissional à Polícia, que pediu para não ser identificado.

Assim que chegou, presenciou o Matheus com sangue na camiseta e a vítima no sofá, iniciando o socorro. “Ele disse que viu a tamanha gravidade quando Giovanna não respondia e Matheus falou das duas quedas. Foi por isso que solicitaram uma viatura avançada do Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) e a jovem foi entubada para o hospital”, relembra o médico.

Dias depois, peritos do IC (Instituto de Criminalística) e Ialf (Instituto de Análises Laboratoriais), acompanhados da delegada Marília de Brito Martins, realizaram a vistoria no apartamento. No primeiro dia, eles passaram cinco horas e meia recolhendo amostras de sangue. No segundo dia, mais três horas de impressões.

Depoimento – Ao todo, oito pessoas já realizaram oitivas sobre este caso na Deam. A delegada Rosely Molina ainda aguarda o laudo pericial e o depoimento da vítima. Ontem, em entrevista ao Campo Grande News, familiares conversaram com a Giovanna e esta falou pela 1ª vez em agressões.

Pesando 38 quilos, desnutrida e com crises de pânico, a vítima diz que apenas se recorda que estavam bebendo e acredita que, em seguida, ele colocou algo na bebida dela ou então levou um soco “muito forte” que a deixou desacordada.

Crime - Giovanna foi internada na madrugada do dia 1º de janeiro, com quatro fraturas no rosto, duas no maxilar e duas abaixo do olho direito, sendo que precisou passou por cirurgia. Ela se recupera em casa, após uma semana internada na Santa Casa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

200TÃO
Estado de MS vai ter programa próprio de auxílio emergencial
+ VACINA
Estado recebe sexta remessa com mais 27,8 mil doses de vacina contra o coronavírus
DOURADOS - UNIGRAN
Estagiários de Fisioterapia da UNIGRAN atendem pacientes pós-Covid-19
CORONAVÍRUS NO MS
Covid-19: governador volta cobrar liberação de "mais vacinas em menor tempo"
MAIS VACINAS CHEGANDO
Ministério da Saúde envia sexta remessa com 27,8 mil doses de vacina contra o coronavírus para MS
COVID-19 EM FATIMA DO SUL
Fátima do Sul registra 09 casos da Covid nas 24 horas; 02 pacientes estão internados
LUTO NO MS CORONAVÍRUS EM MS
Homem de 32 anos está entre as 20 mortes por coronavírus nas últimas 24h em MS
APROVADO NA ALEMS
APROVADO: 'Fura-filas' da vacina podem ser multados em mais de R$ 90 mil em MS
ALERTA OMS
OMS: Hidroxicloroquina não funciona contra Covid-19 e pode causar efeito adverso
FÁTIMA DO SUL - LIVE VACINAÇÃO COVID
EM LIVE: Secretária de Saúde explica sobre vacinas e vacinação da covid-19 em Fátima do Sul