Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 29 de setembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
ALERTA NA PANDEMIA

Médica explica por que o coronavírus é devastador em pacientes cardíacos

Médica explica por que o coronavírus é devastador em pacientes cardíacos

10 Ago 2020 - 18h01Por Cristina Nunes / Dourados Agora

Pessoas com doenças cardiovasculares e idosos são mais propensos a desenvolver complicações da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus. Um estudo feito pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e cartórios de registro civil do Brasil, apontou um aumento do número de mortes por problema do coração em todo o país, na pandemia do coronavírus.

Em entrevista ao PROGRESSO, a cardiologista Dra. Isabela Pezzini Volpato, que atende em hospitais de Dourados, explicou porque o covid-19 é tão devastador nos devastador nos pacientes com doenças cardiológicas crônicas.

"O Covid-19 pode gerar danos aos miócitos, isto é, as células musculares cardíacas. A grande responsável por esses danos é a resposta inflamatória sistêmica exacerbada do nosso do nosso organismo ao vírus. Além de distúrbios imunológicos desencadeados pela invasão viral e a progressão da doença.

A doença inflamatória sistêmica leva uma lesão à parede dos vasos sanguíneos, o endotélio e predispõe a formação de trombos nos vasos sanguíneos, levando ao tromboembolismo venoso e outras complicações. Outro fator crucial observado é que houve um aumento nos casos de infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral isquêmico. Não podendo esquecer das arritmias cardíacas graves", alertou a médica.

Além dos cuidados básicos de máscara e álcool em gel e distanciamento social, pacientes cardíacos devem redobrar a atenção nesse período de pandemia. "As dicas para esses pacientes é estar em dia com os exames cardiológicos. Sabe-se que as doenças sem devido acompanhamento geram risco mais alto ainda para as complicações da COVID-19. Principalmente a hipertensão arterial e o diabetes mellitus.

"Não suspender as medicações, sem a orientação do médico assistente. Realizar atividades físicas regularmente, tendo criatividade para realizá-las em casa, como danças, esteiras, bicicletas. Estar "de bem com a vida", pensar que a crise é passageira e vamos vencer. Não esquecer da saúde mental, realizar uma terapia, ler um livro, meditar e orar. Escutar uma música que gosta", ressaltou Dra. Isabela.

Aumento de mortes

Os cartórios de registro civil registraram aumento de 31% no número de mortes por doenças cardiovasculares entre 16 de março, quando os estados começaram a decretar a quarentena por causa da pandemia da covid-19, a 31 de maio, em comparação com o mesmo período de 2019.

De acordo com o agência Brasil, os dados fazem parte do novo módulo do Portal da Transparência, que reúne os óbitos por doenças cardíacas. O módulo foi desenvolvido pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil) em parceria com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC).

Porém, o levantamento da SBC mostra que os óbitos por infarto e Acidente Vascular Cerebral (AVC) registraram queda de 14% e 5% respectivamente, no período analisado, o que, na avaliação do presidente da entidade, Marcelo Queiroga, pode estar diretamente relacionado ao aumento do número de mortes em domicílio e à dificuldade do diagnóstico exato.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RASTREAR MS CONTRA COVID-19
RASTREAR MS entra em operação com a missão de reduzir taxa de contágio da Covid-19
AÇÕES DO GOVERNO MS
Repasses do Estado para saúde da capital somam R$ 132 milhões desde janeiro deste ano
MS - 1278 MORTES
Depois de quase um mês estável, taxa de letalidade volta a aumentar em MS
CORONAVÍRUS NO MS
100% de ocupação de leitos de UTI em Dourados preocupa Barbosinha
a população ajude a diminuir o contágio do novo coronavírus com medidas sanitárias e distanciamento social. CORONAVÍRUS NO MS
Com 15 mortes nas últimas 24h, número de casos de covid continua alto e médias são preocupantes
CORONAVÍRUS NO MS
Internações e óbitos por coronavírus voltam a subir em Mato Grosso do Sul
DEPUTADO COM CORONAVÍRUS
Após 3 dias internado com covid, Onevan tem alta médica e cumpre quarentena em casa
Dourados foi um dos municípios que regrediu PROSSEGUIR
Governo de Mato Grosso do Sul atualiza bandeiras dos municípios
Os gestores enfatizaram que a doença não está sob controle MS - 1.217 MORTES
Mato Grosso do Sul confirma mais 13 óbitos e eleva número de vítimas da Covid para 1.217
Glória de Dourados tem 18 casos suspeitos e 07 confirmados, MS tem mais 78 e chega a 1.646 GLÓRIA DE DOURADOS - BOLETIM
CORONAVÍRUS: Mais novos casos confirmados são registrados nas últimas 24h em Glória de Dourados