Menu
SADER_FULL
sábado, 15 de agosto de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
PANDEMIA CORONAVIROS

Mais de 40% das cidades de MS estão em calamidade por pandemia

Com 53 casos, Ivinhema foi último município a ter reconhecimento da situação

6 Jul 2020 - 14h21Por Correio do Estado

Dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, 36 já tiveram o reconhecimento do estado de calamidade pública devido à crise causada pela pandemia de Covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus), o que representa 45,56% do total. Na semana passada, a Assembleia Legislativa do Estado (Alems) reconheceu a situação em Ivinhema.

Em ofício encaminhado à Casa de Leis, o prefeito da cidade, Eder França Lima, o Tuta (PSDB), alega que o isolamento social impactou as atividades do comércio e do setor de serviços e consequentemente a movimentação econômica.

“Assim, consideramos ser medida de ajuste orçamentário fiscal, diante da responsabilidade em decorrência do pagamento de despesas de manutenção da máquina pública, como é o caso da saúde, educação, segurança, dívida fundada, salários, não nos resta outra alternativa, uma vez que perdurando o estado de emergência instaurado, uma queda maior da arrecadação será inevitável, provocando o colapso fiscal e o não cumprimento das metas orçamentárias”, argumentou Tuta.

Ainda falta a publicação no Diário Oficial da Alems para o reconhecimento. Segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Ivinhema tem até este domingo (5) 53 casos confirmados.

Já estão oficialmente em calamidade os municípios de Água Clara, Anaurilândia, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Aral Moreira, Batayporã, Bonito, Brasilândia, Caarapó, Cassilândia, Campo Grande, Chapadão do Sul, Costa Rica, Deodápolis, Douradina, Eldorado, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Inocência, Itaporã, Jardim, Juti, Laguna Carapã, Miranda, Naviraí, Paranaíba, Pedro Gomes, Ponta Porã, Rio Brilhante, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso, Santa Rita do Pardo e Sidrolândia.

Ribas do Rio Pardo, com 19 casos, também pediu reconhecimento da calamidade e o projeto de decreto legislativo aguarda votação.

 
 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS - UNIGRAN
Acadêmico de Fisioterapia da UNIGRAN tem trabalho publicado em revista de âmbito internacional
CORONAVIRUS EM CAMPO
20 Jogadores do CSA testam positivo e CBF adia jogo do Cuiabá em Maceió
NOVOS CAMINHOS
Vicentinense faz um relato emocionante de sua libertação do mundo das drogas
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Governo do Estado distribui cobertores e máscaras para famílias carentes
COVID-19
Prefeito de Ponta Porã testa positivo para o novo coronavírus
100 RISCO
OMS minimiza risco de novo coronavírus entrar na cadeia alimentar
VOLTA AS AULAS
Nas redes, pais criam grupo e reclamam de retorno das aulas nas particulares de Campo Grande
SENADORA SIMONE TEBET
Simone quer garantir que recursos destinados ao enfrentamento da covid-19 possam ser usados até 2021
SAUDE DE FERRO
Mulher de 107 anos sobrevive ao Coronavírus e à Gripe Espanhola
VACINAÇÃO
SES oferta vacina pneumocócica para pacientes de risco maiores de cinco anos