Menu
SADER_FULL
segunda, 30 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
vida de mãe

Gravidez após os 40 passa de 5% para 16% nos últimos 40 anos

O tema chama a atenção dos médicos pelas implicações trazidas na gestação tardia

12 Nov 2013 - 07h19Por Terra

Uma pesquisa realizada pelo Hospital das Clínicas (HC) de São Paulo mostrou que o número de gestações tardias passou de 5% para 16% nos últimos quarenta anos. O tema chama a atenção dos médicos e pesquisadores não só pelo aumento do número de mulheres que tomam esta decisão, mas também pelas implicações trazidas pelo quadro. 

A coordenadora médica do Hospital e Maternidade São Luiz, Márcia Maria da Costa, abordou o tema durante o durante o 2º Congresso Nacional dos Hospitais Privados (Conahp). “Ao retardar a maternidade, a gestação pode ser considerada de alto risco e a probabilidade de uma evolução desfavorável é mais acentuada”, afirma.

A especialista explica que esta escolha acarreta riscos como a maior incidência de diabetes gestacional (19,2%); doença hipertensiva (14,6%);  abortamento (20%); e prematuridade (15%). Para os recém-nascidos, os riscos incluem complicações decorrentes da prematuridade e alterações genéticas.

Na unidade Itaim do hospital, o crescimento de casos de mulheres com mais de 40 anos internadas no setor de patologia obstétrica foi de 106%, com uma média de 8% ao ano, no período entre 1998 a 2008.  

Avanço da medicina
O tratamento deste grupo de risco evoluiu com a medicina e, nestes casos, os cuidados durante o pré-natal podem identificar complicações maternas e o tratamento precoce.

Com a possibilidade de engravidar mais tarde, muitas mulheres preferem resolver alguns aspectos da vida antes: carreira, relacionamento e estabilidade financeira são alguns deles.

De acordo com pesquisas recentes, a maternidade tardia também pode trazer benefícios para as mães e para os bebês. De um modo geral, mulheres mais velhas são mais assertivas em relação aos cuidados e à educação dos filhos.

Além disso, muitas delas têm mais disposição para amamentar e tendem a escolher alimentos mais saudáveis para suas crianças, preferindo frutas, legumes e verduras a doces, refrigerantes e comidas processadas. Halle Berry, Uma Thurman, Mariah Carey, Nicole Kidman, Solange Couto e Carla Bruni, são algumas das celebridades que tiveram filhos após os quarenta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS NO MS
Secretaria de Estado de Saúde articula ampliação de 60 leitos de UTIs em Mato Grosso do Sul
COVID-19 DISPAROU
Brasil precisa levar o aumento de casos de Covid-19 a sério, alerta OMS
QUASE 100 MIL
MS já soma 99.061 casos confirmados e tem 1.769 mortes por coronavírus
REFORÇO NO COMBATE A COVID-19
Governo de MS abre processo seletivo para 80 profissionais de saúde para o Hospital Regional
MS - 1.766 MORTES
Secretaria confirma mais 758 casos e 9 mortes por covid-19; internações mais que dobram
Com mais 123 exames positivos para coronavírus (Covid-19) nas ultimas 24 horas, FÁTIMA DO SUL - BOLETIM COVID-19
SINAL VERMELHO: Mais 20 casos são confirmados e 112 suspeitos nas últimas 24h em Fátima do Sul
FESTONA NA PANDEMIA
Guarda Municipal acaba com 'festona' em flagrante com 119 adolescentes em MS
FÁTIMA DO SUL - BOLETIM COVID-19
USE MÁSCARA: Mais 08 positivos e 143 suspeitos nas últimas 24h em Fátima do Sul
DOURADOS - LEITOS LOTADOS
Dourados tem leitos de UTI's lotados e prefeitura aumenta toque de recolher e manda fechar clubes
CORONAVÍRUS EM MS
MS registra 6 óbitos por coronavírus em 24 horas, com 1.754 mortes desde o início da pandemia