Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 29 de setembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
LOCKDOWN

Governador recomenda lockdown, mas diz respeitar autonomia dos municípios

Segundo Azambuja (PSDB), municípios classificados com a bandeira preta pelo pelo Programa Prosseguir deveria seguir recomendações do relatório

4 Ago 2020 - 14h13Por Correio do Estado

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), disse que recomenda o fechamento de atividades não essenciais em municípios classificados com a cor preta (grau extremo) pelo Programa Prosseguir, entre eles, Campo Grande.  

Segundo Azambuja, se essas atividades não forem “freadas”, o número de casos da Covid-19 no Estado vai continuar crescendo exponencialmente, “como nós temos acompanhado”, relatou.

“O Prosseguir orienta as cidades que estão na bandeira preta, mas o Governo do Estado tem respeitado muito a questão da autonomia municipal”, ressaltou.

De acordo com o último relatório do Programa Prosseguir, apresentado no dia 31 de julho, o Estado tem três municípios com a classificação de risco extremo para a doença: Campo Grande, Aquidauana e Miranda. 

Nesses casos, a recomendação do Governo Estadual é que funcione somente atividades essenciais, o chamado lockdown.  

O prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), declarou no fim do mês passado que não fecharia o comércio na cidade.  

"Não haverá lockdown, nesse momento de tempo está descartado", disse Trad. Segundo o prefeito, o aumento de confirmações se deve, em partes, ao desrespeito aos decretos municipais.

Trad avaliou que estas medidas são suficientes por enquanto, não sendo necessário o fechamento total das atividades não essenciais.  

No entanto, ele afirma que toda a situação é monitorada e não descarta que a medida mais rígida possa a vir necessário em algum momento futuro, "se as pessoas abusarem".

A prefeitura de Aquidauana decretou o lockdown no mesmo dia que o relatório foi divulgado (31) e suspendeu atividades não essenciais, incluindo templos, igrejas e academias. Além disso, o toque de recolher na cidade é válido das 18h às 05h, até sexta-feira (07).

“A doença em Mato Grosso do Sul cresceu muito nos últimos meses, principalmente em julho. Tanto o número de pessoas infectadas, quanto os de óbitos, e isso é preocupante. Mas se nós tivermos uma consciência coletiva e uma orientação técnica, que o Prosseguir dá, nós vamos ultrapassar esse momento mais delicado e aguardar a vacina, que, com certeza, virá”, afirmou Azambuja.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RASTREAR MS CONTRA COVID-19
RASTREAR MS entra em operação com a missão de reduzir taxa de contágio da Covid-19
AÇÕES DO GOVERNO MS
Repasses do Estado para saúde da capital somam R$ 132 milhões desde janeiro deste ano
MS - 1278 MORTES
Depois de quase um mês estável, taxa de letalidade volta a aumentar em MS
CORONAVÍRUS NO MS
100% de ocupação de leitos de UTI em Dourados preocupa Barbosinha
a população ajude a diminuir o contágio do novo coronavírus com medidas sanitárias e distanciamento social. CORONAVÍRUS NO MS
Com 15 mortes nas últimas 24h, número de casos de covid continua alto e médias são preocupantes
CORONAVÍRUS NO MS
Internações e óbitos por coronavírus voltam a subir em Mato Grosso do Sul
DEPUTADO COM CORONAVÍRUS
Após 3 dias internado com covid, Onevan tem alta médica e cumpre quarentena em casa
Dourados foi um dos municípios que regrediu PROSSEGUIR
Governo de Mato Grosso do Sul atualiza bandeiras dos municípios
Os gestores enfatizaram que a doença não está sob controle MS - 1.217 MORTES
Mato Grosso do Sul confirma mais 13 óbitos e eleva número de vítimas da Covid para 1.217
Glória de Dourados tem 18 casos suspeitos e 07 confirmados, MS tem mais 78 e chega a 1.646 GLÓRIA DE DOURADOS - BOLETIM
CORONAVÍRUS: Mais novos casos confirmados são registrados nas últimas 24h em Glória de Dourados