Menu
SADER_FULL
domingo, 9 de agosto de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
MAIS SAÚDE

Durante os dias quentes, mudanças no cardápio dão mais disposição

22 Dez 2013 - 12h23Por UOL ENTRETENIMENTO

A digestão é um processo que já demanda muita energia do corpo. Durante o verão, é natural que as pessoas se sintam mais moles durante esse processo. "Na estação, devemos dar preferência aos vegetais, porque são alimentos naturalmente ricos em água. E, no calor, o corpo perde mais água na transpiração", afirma o nutrólogo Durval Ribas Filho, presidente da Sociedade Brasileira de Nutrologia. Portanto, evitar pratos muito gordurosos e incluir mais alimentos frescos e ricos em água, como frutas, verduras e legumes, pode ajudar na sensação de bem-estar.

Ribas Filho diz que a maioria das pessoas se sente melhor se retirar os alimentos mais gordurosos e aumentar o consumo de saladas. "Assim, a gente ajuda na homeostase térmica, que é o mecanismo biológico pelo qual o corpo mantém sua temperatura natural. É por isso também que, no inverno, as pessoas consomem mais sopas e pratos gordurosos", explica.

Ampliar

Saiba como evitar a contaminação em alimentos11 fotos

11 / 11
Siga a ordem correta de compra dos alimentos: primeiro, os produtos não-comestíveis, como utensílios e materiais de limpeza; segundo, os alimentos não-perecíveis e depois os perecíveis(carnes e outros produtos conservados sob refrigeração). Organize-se para que o tempo entrea compra dos alimentos perecíveis e seu armazenamento no domicílio não ultrapasse duas horas Getty Images

Se no frio o corpo precisa de mais energia para manter o calor interno – assim é normal sentir mais fome e preferir alimentos mais calóricos – no calor o processo é o inverso: sente-se menos fome e o gasto calórico é menor. Porém, não se deve passar o verão inteiro só à base de frutas e hortaliças. "Para ficar saciada, a pessoa deve procurar uma alimentação balanceada, incluindo nas refeições também uma fonte de carboidrato (como arroz, massas, batata) e de proteína (carnes brancas, de preferência)", recomenda a nutricionista clínica Roberta Soriano.

Fracionar as refeições, comendo a cada três ou quatro horas, evitando que se consuma grandes quantidades de alimentos de uma só vez, é outra dica para se sentir com mais energia. "É importante tomar cuidado com as quantidades ingeridas. Não exagerar no tamanho dos pratos, principalmente antes de dormir", recomenda Roberta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - LUTO
Vítima de acidente não resiste e morre, Cida Lima era professora da REME de Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - BOLETIM CORONAVÍRUS
Com 02 na UTI, novos casos são registrados e Dia dos Pais pode contabilizar aumento maior em Fátima
INTERNADO EM DOURADOS
Paciente internado em Dourados morre de coronavírus
VICENTINA - PESQUEIRO 7 BELLO
Seguindo todas medidas de prevenção, Pesqueiro 7 Bello volta atividades neste domingo em Vicentina
VACINA COVID 19
Bolsonaro diz que vacina contra covid deverá estar disponível em dezembro
LUTO - ENFERMAGEM
Enfermagem de Campo Grande chora mais um colega morto pela covid: 'tinha um bom coração'
MS - 481 MORTES
Mato Grosso do Sul tem recorde de mortes por coronavírus e 514 internados
REABERTURA DO COMÉRCIO
Brasil e Paraguai podem reabrir comércio na fronteira em 10 dias, diz ministro
REINFECÇÃO EM ALERTA
Novo coronavírus tem segundas novas ondas de reinfecção e acendem sinal de alerta
FÁTIMA DO SUL - EMENDAS DA SENADORA
Entre construção do Corpo de Bombeiros e saúde, Simone já destinou R$ 1,8 milhão para Fátima do Sul