Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 16 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
ALERTA

Criança é internada na UTI após brincadeira com slime

A mãe teria substituído o produto bórax por água boricada que também é prejudicial

25 Out 2019 - 14h50Por Revista Época

Uma menina de 8 anos foi internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital em Brasília após sofrer intoxicação por um dos componentes do slime, espécie de geleca colorida que virou febre entre as crianças e pode ser fabricada em casa. No hospital, foram identificados sintomas de dermatite atópica e insuficiência renal.

Conforme a Revista Epoca do Globo, em um post no Instagram, a influenciadora digital Thamires Ximenes compartilhou os momentos de tensão desde que a filha começou a manifestar sintomas. Segundo ela, “desde quando a fabricação caseira virou febre, a menina passou a ‘fabricar’ slime com muita frequência e há muito tempo vem reclamando de dores na barriga. Depois, apareceram muitas manchas na pele”.

Bórax e água boricada

Com o aumento de dores abdominais, a mãe levou a filha ao pronto-socorro, onde foi identificada uma redução de 40% da função renal. Somente após sete dias de internação e diversos exames, os médicos identificaram a fonte do problema: intoxicação por ácido bórico. Esse é um dos elementos que formam o “ativador” do slime feito em casa, com Bórax, talco ou água boricada.

Em entrevista ao portal Metrópoles, Thamires afirmou que o susto foi grande e que a menina já passa bem. A mãe tinha lido em diversas matérias que Bórax é prejudicial à saúde, por isso optou  por fazer a geleca com água boricada, que também é nocivo. Ela não sabia e isso causou a internação da filha.

Em Mato Grosso do Sul já existe lei proibindo a venda do bórax para fabricação de slime.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRATAMENTO HUMANIZADO
Em carta, internas agradecem qualidade nas refeições e tratamento humanizado no presídio de Jateí
PANDEMIA
Capital ultrapassa Dourados em mortes por coronavírus após quase um mês
MS - 191 MORTES
Casos confirmados de coronavírus passam de 15,3 mil e MS soma mais oito mortes
COVID-19
Covid-19 e suas prováveis ‘heranças’ para a saúde dos recuperados
ARTIGO DO LEITOR
Escritor fatimassulense Wagner Cordeiro destaca “solidariedade” nos tempos difíceis
SAÚDE NA PANDEMIA
Técnicas de relaxamento para aliviar o estresse
PROGRAMA DE SAUDE
Governo divulga nesta quinta tabelas com riscos e recomendações aos 79 municípios
CORONAVÍRUS NO MS
Ambos mortos por covid-19, pai foi infectado no hospital e filho no enterro
CORONAVÍRUS NO MS
Prefeita Délia Razuk está com coronavírus
PROTESTOS
Comerciantes fazem carreata e pedem redução de aluguel em Dourados