Menu
SADER_FULL
sexta, 22 de outubro de 2021
Busca
INFECÇÃO FATAL

Criança de 7 anos morre após se contaminar em lago por ameba comedora de cérebro

Segundo especialistas, infecção é altamente perigosa e só há registro de cinco crianças que sobreviveram na América do Norte

18 Ago 2021 - 16h37Por Ric Mais

Um garoto, de apenas 7 anos, morreu no início deste mês após infecção por uma ameba comedora de cérebro. De acordo com familiares, o pequeno David Pruitt, que era morador da Califórnia, foi contaminado após brincar em um lago no condado de Tehama, no norte do estado. 

Criança de 7 anos morre após se contaminar em lago por ameba comedora de cérebro

(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

O protozoário chamado Naegleria fowleri geralmente é encontrado em água doce, com temperaturas altas e sem movimento. Lagos e rios são ideais para o contágio. Após entrar no organismo, pelo nariz, a ameba desenvolve no cérebro a doença chamada Meningoencefalite Amebiana Primária (PAM).

De acordo com especialistas, os casos são extremamente raros e mortais. Desde 1971, o estado da Califórnia teve apenas 10 casos confirmados. Por outro lado, a doença é devastadora. O Centro de Controle de Doença dos Estados Unidos (CFC), notificou que apenas cinco crianças sobreviveram na América do Norte.

 

aroto morre por ameba comedora de cérebro

história de David comoveu familiares, amigos e apoiadores que acompanharam a luta do garoto contra a doença. Com sintomas, a criança foi levada ao Pronto-Socorro no dia 30 de julho, mas logo encaminhada para o UC Davis Medical Center, onde recebeu suporte de aparelhos e iniciou o tratamento.

Familiares criaram uma página de financiamento coletivo na internet onde pediam ajuda, orações e atualizavam amigos sobre o estado de saúde. Segundo os pais, a doença causou um grande inchaço cerebral no garoto

A infecção ocorreu após a família visitar um lago em Tehama. Especialistas relataram que a ameba não é contraída ao beber água contaminada, e sim quando a o contato via nasal. Além disso, a doença não é contagiosa.

(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Entre os sintomas estão fortes dores de cabeça, febre, náuseas e vômitos. O grande risco está na evolução da doença, que geralmente causa a morte dos pacientes em até duas semanas, como no caso de David.

Leia Também

ALERTA DE TEMPESTADE
Ao vivo: Corpo de Bombeiros fala sobre plano de prevenção para tempestade prevista no fim de semana
Cardápio Casa dos assados (5) 1   Cópia CASA DOS ASSADOS
Neste domingo saboreie as delicias da Casa dos Assados em Fátima do Sul
VACINAÇÃO
Para segurança e retomada da economia, MS já disponibilizou 1,4 milhão de vacinas para trabalhadores
ALERTA TEMPORAIS
Cuidado: nova tempestade de areia pode chegar no domingo a MS
VACINAÇÃO
Estudo sobre a Janssen na região de fronteira mostra efic. de 50% da vacina e red. de 90% em óbitos
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
MIGRANTES NO MS
Governo lança novo sistema para melhorar atendimento aos migrantes que buscam vida nova no MS
ESTABELECIMENTO PENAL
Mais amplo, novo setor de saúde garante maior assistência a reeducandas do semiaberto da Capital
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
MARCO HISTÓRICO
Mato Grosso do Sul completa cinco dias sem mortes por covid-19