Menu
SADER_FULL
quarta, 28 de julho de 2021
Busca
# PROTEJA-SE

Com 25 mil casos em 15 dias, junho pode bater recorde de infectados por covid em MS

Se continuar neste ritmo, será o mês com maior número de infectados pelo vírus no Estado.

16 Jun 2021 - 07h22Por Portal do MS

Com o crescimento e agravamento da pandemia em Mato Grosso do Sul, o mês de junho já teve 25.107 casos confirmados de Covid-19 em 15 dias. Se continuar neste ritmo, será o mês com maior número de infectados pelo vírus no Estado.

Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES), já foram registrados 315.832 casos de Covid no Estado, sendo 1.387 apenas no último boletim divulgado. O mês com maior incidência do vírus foi maio, com 42.540, mas pode ser ultrapassado em junho com o agravamento da pandemia.

No ano passado, dezembro foi o mês com mais casos, chegando a 34.700 registrados, seguido por agosto (24.001), setembro (20.769), julho (16.971) e novembro (16.717). Já em 2021 começou com 27.260 (janeiro), depois teve uma queda para 20.570 em fevereiro e voltou a subir em março, com 34.070 (casos).

Em abril teve uma breve queda para 32.587, batendo o recorde de casos em maio (42.540).  Devido esta situação, o Governo do Estado publicou novo decreto com medidas de restrição, de acordo com as regras e bandeiras definidas pelo Programa "Prosseguir".

Mortes

Além do aumento de casos, junho também já registra 616 mortes em 15 dias, devido a Covid. O recorde desde o início da pandemia foi em abril deste ano, com 1.394 óbitos. Em maio houve uma queda para 1.108 vítimas .  Ao todo já são 7.569 (mortes) no Estado.

A taxa de letalidade que ano passado ficou em 1,9% nos últimos meses, teve um aumento em 2021 e chegou agora a 2,4%. Campo Grande lidera o número de mortes devido a covid com 3.087 óbitos, seguido por Dourados (564), Três Lagoas (436), Corumbá (411), Ponta Porã (244) e Naviraí (224).

"Temos um decreto em vigência e tomamos várias medidas de restrição seguindo o bandeiramento do programa Prosseguir, que tem como objetivo  diminuir a mobilidade social e assim reduzir a contaminação, mortes e lotação de leitos nos hospitais do Estado", explicou o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende.

Desde o começo da pandemia o governo do Estado adotou uma série de medidas de restrição ao longo dos meses, implantou o toque de recolher de acordo com as regras do Prosseguir e promoveu investimentos para reequipar as unidades de saúde e ampliar os leitos no Estado. Na vacinação, Mato Grosso do Sul lidera o ranking nacional entre os estados.

Leonardo Rocha, Subcom

Foto: Saul Schramm

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Em dia de aumento de casos Brasil tem 1.333 óbitos por Covid - 19 nas últimas 24 horas
VACINA LUGAR DE VACINA É NO BRAÇO
VACINA NO BRAÇO: Avanço da vacinação contribui para estabilidade da Covid em MS
LUTO FÁTIMA DO SUL - FÁTIMA DO SUL - BOLETIM COVID19
Em 07 dias, mais 01 óbito e 08 casos de Covid são confirmados em Fátima do Sul
VACINAÇÃO COVID
Adolescentes entre 12 e 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid, veja como será
AÇÕES DO GOVERNO MS
Regionalização da Saúde avança com novos hospitais em 10 cidades de MS
COMÉRCIO LIVRE
MS libera todas atividades durante pandemia
INVERNO
Onda de frio deixa temperaturas entre 4°C e 20°C em Mato Grosso do Sul
Frio de gelar os ossos chega a MS e há possibilidade de geada no sul do estado (G1) FRIO INTENSO
Frio intenso com geadas e temperatura de até -5° entre quarta e sexta em MS
COVID-19
Riedel pede que foco seja os números positivos após redução de óbitos por covid em MS
VAMOS AJUDAR
Fatimassulense desesperada pede ajuda para tratamento de filho dependente químico