Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 2 de dezembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
INFÂNCIA

Chulé pode se tornar problema sério para criança; veja como eliminá-lo

19 Nov 2013 - 16h19

O mau cheiro dos pés não escolhe idade para aparecer: nem mesmo as crianças escapam. Por mais bonitinhas e perfumadas que estejam... Quando tiram o tênis e as meias, lá pode estar ele.

O vilão que se esconde nos tênis e nas meias atende pelo nome de bromidrose plantar. Trata-se de um suor produzido pelas glândulas sudoríparas apócrinas, que se desenvolvem em algumas partes do corpo, como a região genital e os pés. O líquido que secretam é eliminado por meio dos folículos pilosos e, além de água e alguns sais, contém restos celulares e do metabolismo.

Como explica Carla Yuri Wakizaka Ishida, dermatologista da Clínica Integrada D'Aurea Machado, em São Paulo, o chulé aparece quando essa secreção é combinada com o atrito local, a umidade retida nas meias e nos calçados é um ambiente propício para a proliferação de bactérias e fungos, que, por sua vez, decompõem os elementos presentes no suor.

Para acabar com esse problema, é preciso tomar alguns cuidados simples e fazer deles hábitos de higiene constantes:

1 - Prefira que a criança use meias de algodão. As de material sintético, como náilon, não absorvem o suor. "É interessante também buscar meias com fios tratados especificamente para a prática esportiva, situação em que a transpiração é maior", afirma Maria Cecília Rivitti Machado, dermatologista e médica supervisora da divisão de dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

2 - Lave os pés das crianças com a mesma dedicação que as demais partes do corpo. "Água e sabonete bastam", fala Maria Cecília. Mas é preciso fazer uma boa higiene em toda a área –entre os dedos, na planta e na sola do pé–, ensaboar mais de uma vez e enxaguar bem.

3 - Depois do banho, seque bem os pés do seu filho com uma toalha limpa e de uso individual. A tarefa precisa ser feita detalhadamente. Não descuide da secagem das unhas e do espaço entre os dedos. Para garantir que a prática seja bem feita, Carla recomenda recorrer a jatos de ar frio do secador de cabelo.

4 - Na hora de escolher o sapato para ser usado diariamente, lembre-se de fazer um rodízio entre os modelos e, depois de usados, deixe-os em um ambiente com boa circulação de ar e ensolarado para que sequem bem. Se possível, retire a palmilha do acessório e a exponha à parte. Outro comportamento valioso é prever se a criança vai passar o dia todo fora de casa e se a agenda inclui atividades físicas. Nesse caso, Maria Cecília recomenda colocar outro par de tênis e de meias na mochila de seu filho, para que ele possa trocá-los ao longo do dia.

5 - Se a criança apresenta transpiração excessiva, a chamada hiperidrose, tenha um talco para pés sempre ao alcance para aplicar na área, desde que esteja limpa. O produto ajuda a absorver a umidade local. Outra boa dica é aplicar na pele limpa spray para pés à base de ingredientes como óleo essencial de hortelã. "Os pais devem prestar atenção no rótulo para se certificar de que os produtos não são contraindicados para crianças. Jamais devem deixar os frascos ao alcance delas", diz Maria Cecília. Vale lembrar que outros produtos (como desinfetantes) e receitas caseiras não são boas opções. A dermatologista explica que essas fórmulas podem lesar a pele por causa dos ingredientes ou da concentração inadequada.

6 - Evite o uso frequente e por longos períodos de sapatos fechados, apertados e feitos de borracha. Esses itens são os preferidos dos micro-organismos que causam o chulé.

7 - "Cuide para que os tênis e demais calçados, incluindo os chinelos de seu filho, sejam de uso exclusivo dele", fala Carla.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COPA DE 94
'Bebê do Tetra', na Copa de 94, filho do jogador Bebeto é pai pela primeira vez
VITIMA DA COVID 19
Rosane Gofman pede orações para a atriz Nicette Bruno, internada com Covid-19
ALARMANTE
Com 951 novos infectados, MS tem 101 mil casos e 1.793 mortes por coronavírus
VACINA COVID 19
Vacinação contra a Covid-19: veja o que se sabe sobre o plano do Brasil e outros países
AUMENTO DE CASOS
Mortes por Covid tiveram queda menor em novembro do que em outubro, indicam secretarias de Saúde
AGENCIAS FECHADAS
Casos de coronavírus fecham três agências bancárias em Dourados
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Sem restrição de mobilidade, casos de Covid disparam e Riedel pede consciência coletiva
DOURADOS - COVID-19
Perto do colapso, região de Dourados tem 1 UTI para cada 50 mil pessoas
BRASIL - 173.229 MORTES
Casos e mortes por coronavírus no Brasil: 1° de dezembro, segundo consórcio de veículos de imprensa
100 LEITOS
Com 100% de leitos UTI Covid ocupados, Ponta Porã sofre risco de "improvisar atendimento"