Menu
SADER_FULL
quarta, 5 de agosto de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
política

Sem a liberação de R$ 18 mi em verbas, líder do PMDB acusa ministério de 'molecagem'

4 Jan 2014 - 10h53Por Folha

Faca nos dentes Sem a liberação de 35 emendas combinadas com o governo, o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), diz que o Ministério das Cidades fez "molecagem" com os parlamentares da legenda. Ao todo, segundo ele, deixaram de ser empenhadas emendas de 17 deputados e do senador Roberto Requião (PR), totalizando cerca de R$ 18 milhões. Cunha reclamou com Michel Temer e Gleisi Hoffmann. "Ou o governo resolve ou haverá uma reação dura da bancada", afirma.

Eu quero Deputados da bancada do PMDB têm dito que não faz sentido a legenda não ocupar uma pasta como a das Cidades, e vão pleitear a vaga na reforma ministerial.

Dança... Fernando Haddad (PT) escolheu o empresário Wilson Poit para presidir a SPTuris, empresa de turismo e eventos da Prefeitura de São Paulo. Sua nomeação foi assinada ontem. Ele substitui Marcelo Rehder, que havia assumido o cargo na gestão Gilberto Kassab (PSD) e permaneceu no posto.

... das cadeiras Poit já é presidente da agência SP Negócios, voltada para a atração de investimentos para a cidade, e vai acumular os dois cargos. Haddad, que buscava um perfil técnico para a vaga, o escolheu para ampliar a vocação paulistana para o turismo de negócios.

Atalho 1 O governo de São Paulo calcula que 57% dos motoristas que passam pelos pedágios das rodovias estaduais sob concessão já utilizam sistemas de pagamento eletrônico. O objetivo agora é ampliar a malha de estradas federais que usam o mecanismo de cobrança.

Atalho 2 A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) assinou um convênio com o governo paulista e pretendia concluir o projeto ainda em 2013, mas o processo foi paralisado por um pedido de vistas feito pelo diretor-geral do órgão, em dezembro.

Nada disso 1 A assessoria de Joaquim Barbosa diz que o ministro não comparou José Genoino a Fernandinho Beira-Mar ao citar, como argumento para negar a transferência do petista, um habeas corpus em que o Supremo Tribunal Federal recusou pedido similar do traficante.

Nada disso 2 Segundo a equipe de Barbosa, os ministros "não olham o nome do réu" ao fazerem remissões a decisões de outros casos.

Cara... O PT encomendou pesquisas para entender o que pensam os cerca de 60% do eleitorado que esperam ações diferentes do próximo governo. Do total, 25% foram identificados como "tucanos empedernidos", ou seja, votam invariavelmente contra o PT.

... da mudança Outros 20% foram chamados de "niilistas" –eleitores que sempre estão descontentes com o governo, mas podem até votar em Dilma Rousseff.

Balançou Os 15% restantes são o alvo da preocupação petista, os chamados "swing voters'', que podem definir se haverá ou não segundo turno. É esse eleitorado que o QG dilmista quer conquistar ainda no primeiro semestre.

Tão perto... A decisão de Eduardo Campos (PSB) de afastar seu partido de Geraldo Alckmin (PSDB) faz parte de uma estratégia para reduzir seus pontos de convergência com Aécio Neves. Aos poucos, Campos tenta se diferenciar do tucano para superá-lo no primeiro turno.

... tão longe O governador do PSB já estava convencido a abandonar Alckmin quando jantou com Aécio no Rio, em dezembro, e fechou parcerias com os tucanos em Pernambuco e Minas.

Keep calm Marina Silva manifestou a aliados certo desconforto com o discurso radical adotado pelo PPS contra o governo Dilma. A ex-senadora quer evitar que as críticas sistemáticas da sigla contaminem o debate programático proposto pela Rede em sua aliança com o PSB.

*

TIROTEIO

Marina diz que busca renovação em São Paulo, mas escolhe como principais aliados políticos do passado, como Walter Feldman.

DO DEPUTADO ESTADUAL PEDRO TOBIAS (PSDB-SP), sobre as articulações da ex-ministra para afastar o PSB do tucano Geraldo Alckmin na eleição paulista.

*

CONTRAPONTO

Contra o relógio

Em sessão no fim de novembro, a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado aprovou em tempo recorde uma série de emendas ao Projeto de Lei Orçamentária de 2014. Diante do sucesso, o presidente da comissão, Lindbergh Farias (PT-RJ), parabenizou o relator, Delcídio Amaral (PT-MS), que respondeu:

-O senador Francisco Dornelles havia feito um desafio. Ele disse que relatou essa matéria na Comissão de Infraestrutura em cinco minutos. Quantos minutos eu levei? Quatro minutos e dez segundos!

-Então nossa comissão ganhou da Infraestrutura -completou Lindbergh, rindo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LOCKDOWN
Governador recomenda lockdown, mas diz respeitar autonomia dos municípios
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Governo MS investe mais de R$5,3 milhões em bolsas de estudo com foco no avanço da ciência e da tecn
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
MS quer ampliar vendas de grãos para o Irã
CORONAVÍRUS NO MS
Ministério da Saúde entrega equipamentos e leitos no combate ao covid-19 em Mato Grosso do Sul
ENTREVISTA
Barbosinha sinaliza receita doméstica para boa gestão
SECA DO PANTANAL
Governo de MS socorre pecuária e garante alternativas de escoamento de commodities
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Governo equipa todas microrregiões de MS com estrutura de UTI’s-Covid
NOTA MS PREMIADA
CONFERE AÍ: 217 ganhadores da nota MS premiada podem perder R$ 620 mil
BONITO - MS - BALNEÁRIO MUNICIPAL
Balneário Municipal que reabre neste sábado em Bonito (MS), veja como funcionará
DOURADOS - PESQUISA
PESQUISA: Barbosinha lidera com ampla vantagem para Prefeito de Dourados, Veja os números