Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 3 de dezembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
política

Reunião entre Dilma e André pode mudar cenário político em MS, diz Giroto

11 Fev 2014 - 16h35Por Campo Grande News

O encontro marcado para quinta-feira entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e o governador André Puccinelli (PMDB) pode mudar o cenário político em Mato Grosso do Sul. A aposta é do secretário estadual de Obras e deputado federal licenciado, Edson Giroto (PR).

“A Dilma pode sim mudar a situação política em Mato Grosso do Sul. Apesar de muitas coisas que não concordo com o governo federal, tenho que reconhecer os grandes feitos da presidente no Estado”, afirma Giroto, que participou hoje de reunião na Assembleia Legislativa.

Puccinelli anunciou na última sexta-feira o convite para ir a Brasília. O tema oficial será questões administrativas e obras e projetos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). No entanto, é esperado que a presidente incentive Puccinelli a ser candidato a senador. Declarado já aliado, ele poderia formar a base de Dilma, em caso de reeleição, no Senado.

Por aqui, Giroto já se comprometeu a não sair da secretaria de Obras para disputar a eleição caso Puccinelli seja candidato. Para entrar na corrida eleitoral, o chefe do Executivo precisa deixar o comando do governo até abril deste ano.

“Gostaria muito que o André fosse candidato ao Senado. Ficaria à frente do programa MS Forte [pacote de obras] para que ele concorresse à vaga. Política não é projeto pessoal, e sim projeto de um grupo. Por isso, abriria mão de concorrer à eleição e ficaria no governo”, salienta Giroto.

Sobre as especulações de que poderia ser candidato a vice-governador na chapa a ser liderada pelo senador Delcídio Amaral (PT), Giroto não fechou as portas para a aliança. “Vou seguir o que PR determinar, pois é o meu partido. Sempre tive um bom relacionamento com o Delcídio”, diz.

Quanto à possibilidade de coligação entre o PT e o PMDB no Estado, Giroto avalia que depende de conversa e alinhamento de propostas. “Já existe apoio entre os partidos a nível nacional. Por que não teria aqui no Estado?”, questiona.

Por enquanto, PT e PMDB seguem caminhos distintos na eleição regional, pois ambos têm pré-candidatos ao governo: Delcídio Amaral e Nelsinho Trad.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVOS PRAZOS
Detran-MS alerta para retomada de prazos que estavam suspensos por conta da pandemia
NOTA PREMIADA MS
No combate à sonegação fiscal, Nota MS Premida distribui R$ 3 milhões em prêmios
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Conselho do PPI qualifica relicitação das concessões da Malha Oeste e da BR-163
128177839_3626238317444161_664616014474920901_o AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Reinaldo Azambuja destaca realização do sonho da casa própria para cerca de 23 mil famílias de MS
PRORROGADO
Deputado Barbosinha articula com governo e consegue prorrogar validade do concurso da Agepen
VALORIZAÇÃO
Com 13º integral pela primeira vez, professora da REE agradece pela valorização dos convocados em MS
EM BRASÍLIA
Em Brasília, Reinaldo Azambuja pede inclusão de rodovia Sul-fronteira no Orçamento da União
GESTÃO EFICIENTE
Com gestão eficiente, Governo paga 13° salário dos servidores nesta terça-feira
VICENTINA - SICREDI CHEGOU!
Inauguração do Sicredi é mais um passo dado no caminho do desenvolvimento, diz prefeito de Vicentina
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo publica Decreto e institui programa para desenvolver e fortalecer o cooperativismo em MS