Menu
SADER_FULL
quarta, 25 de novembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER ALVORADA
política

PSDB também quer investigação sobre viagem de Dilma

28 Jan 2014 - 16h23Por Veja

O PSDB protocolou nesta terça-feira dois pedidos de investigação sobre os gastos da presidente Dilma Rousseff em viagem sigilosa a Portugal, no último sábado. Os tucanos querem que a Comissão de Ética da Presidência, órgão vinculado ao Palácio do Planalto, e a Procuradoria-Geral da República (PGR) avaliem se houve excessos nas despesas da escala em Lisboa. Dilma e sua comitiva gastaram mais de 71.000 reais durante as 15 horas que passaram na cidade. 

Nesta segunda-feira, o PPS também apresentou uma representação à PGR questionando os gastos de Dilma. No requerimento, o partido afirmou que o custo da viagem foi exorbitante e desnecessário. 

Na ação encaminhada à PGR nesta terça, os tucanos pedem a investigação sobre possível prática de improbidade administrativa da presidente e também dos ministros Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio), Luiz Alberto Figueiredo (Relações Exteriores), Helena Chagas (Secretaria de Comunicação da Presidência) e José Elito Siqueira (Segurança Institucional), além do Comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, e do assessor especial da Presidência, Marco Aurélio Garcia.

A escala em Lisboa ocorreu após a participação de Dilma no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, na última sexta. Ela seguiria para Havana, em Cuba, conforme informou sua agenda oficial. Mas, no meio do caminho, a presidente fez uma parada secreta na capital portuguesa – onde se hospedou em um dos hotéis mais caros da cidade e jantou em restaurante de luxo. “Não é a primeira vez que a presidente da República e sua comitiva realizam escalas supérfluas, sem previsão oficial. Tampouco é a primeira vez em que essas escalas obedecem a um padrão de gastos com hospedagens de luxo a um alto custo para o Erário”, disse o líder do PSDB, Carlos Sampaio (SP), em requerimento encaminhado à PGR. 

Inicialmente, a Presidência informou que a parada não foi programada, o que justificaria a falta de informação na agenda oficial. No entanto, de acordo com reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, a passagem de Dilma por Portugal foi comunicada ao governo português com dois dias de antecedência.

“Tudo indica que o Ministro das Relações Exteriores teria mentido para acobertar uma estadia suntuosa, desnecessária e ostentatória da delegação brasileira em Lisboa”, disse Sampaio na representação encaminhada à Comissão de Ética da Presidência. “Diante disso, fica claro que a visita extraoficial da Presidente da República e de sua comitiva não foi movida nem por necessidade nem em razão de condições climáticas adversas."

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Reinaldo entrega 420 equipamentos de combate ao mosquito Aedes aegypti e destaca sintonia no combate
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS entrega veículos para potencializar produção de erva-mate na faixa de fronteira
JATEÍ - 100% DE ASFALTO NO DISTRITO
Obras de drenagem antecipam 100% de asfalto no distrito de Nova Esperança em Jateí
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governador entrega novo quartel do Corpo de Bombeiros e visita obras de pavimentação asfáltica
LUTO DE 3 DIAS EM MS
Governo de MS decreta luto de três dias por morte de ex-deputado Roberto Orro
GLÓRIA DE DOURADOS - MESA DEFINIDA
GRUPO FECHADO: Formada mesa para comandar os trabalhos no biênio 2021/2022 em Glória de Dourados
GOVERNO PRESENTE EM DOURADOS
GOVERNO PRESENTE: Obra do acesso do Aeroporto à BR-463 contempla pedido de Barbosinha em Dourados
EDUCAÇÃO NA PANDEMIA
Protocolo de Volta às Aulas da Rede Estadual prevê ensino híbrido em 2021
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Unidades de resgate entregues aos bombeiros são as mais modernas do Brasil, afirmam militares
BLOCO NÃO GANHEI
69 candidatos formam 'bloco do não ganhei' e pedem recontagem em MS