Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 24 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
PREFEITO DE DOURADOS

Murilo deve anunciar candidatura ao governo em março

Em caso de renúncia, a prefeitura douradense passará a ser administrada pelo vice-prefeito Odilon Azambuja (PMDB).

7 Fev 2014 - 08h00Por Dourados Agora

O prefeito de Dourados, Murilo Zauith (PSB), deve anunciar sua candidatura ao governo de Mato Grosso do Sul em março, quando renunciará ao cargo para entrar na campanha rumo à sucessão do governador André Puccinelli (PMDB).

A notícia sobre a candidatura de Murilo, que é presidente regional do PSB, foi transmitida na tarde desta quinta-feira por interlocutores do prefeito socialista que pediram para não ter seu nome divulgado.

Em caso de renúncia, a prefeitura douradense passará a ser administrada pelo vice-prefeito Odilon Azambuja (PMDB).

Importante liderança política da região, Murilo deve entrar na disputa para o governo do Estado embalado pela candidatura do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, presidente nacional do PSB, à Presidência da República, o qual o orientou a participar do pleito para reforçar a sua campanha à sucessão da presidente Dilma Rousseff.

Ao lado de Campos e outras lideranças políticas, Murilo participou na terça-feira do lançamento das diretrizes para o programa de governo da aliança programática PSB e Rede Sustentabilidade, na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Para analistas, a provável participação do prefeito douradense na campanha eleitoral deste ano tende a mudar o cenário político rumo ao Parque dos Poderes, isso porque até agora só existem duas pré-candidaturas declaradas, a do senador Delcídio do Amaral (PT) e a do ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB).

O governador pernambucano quer que, além de Murilo, as bases do PSB se organizem e lancem candidatos aos cargos majoritários nos estados a fim de fortalecer a sua candidatura à Presidência da República.

COSTURA

No mesmo dia, antes do encontro nacional do PSB, Murilo visitou o gabinete do deputado federal Reinaldo Azambuja, principal liderança do PSDB em Mato Grosso do Sul.

O encontro entre os dois líderes políticos serviu para que eles pudessem analisar o quadro atual e discutir possível aliança entre PSB e PSDB no Estado.

A costura política entre eles deve-se ao fato de as direções nacionais dos dois partidos terem orientado as executivas estaduais a buscar parceria nos Estados em que a união é possível, conforme atestou o próprio Azambuja.

Azambuja, que estuda disputar o Senado, acredita que em Mato Grosso do Sul é possível o PSDB caminhar junto com o PSB na campanha deste ano devido à orientação nacional.

Murilo também considera a parceria viável em Mato Grosso do Sul, cuja aliança poderá mudar os rumos da política estadual.

Apesar de também ser candidato ao Palácio do Planalto, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), presidente nacional do PSDB, fez um pacto com Campos de os dois grupos políticos se unirem nos estados onde a aliança for possível.

Principais adversários do governo Dilma, eles também fizeram um pacto de não agressão durante o período da campanha.

“Em nível nacional, Aécio Neves, Eduardo Campos e Marina Silva (PSB) têm uma boa relação. Também aqui no Estado estamos trazendo a Rede Sustentabilidade, que se juntou ao PSB, e temos a obrigação de ter uma proposta e participar do próximo pleito. Esses partidos vão estar presentes no debate”, afirmou. “Temos de dialogar e fazer com que a gente possa levar a nível estadual o projeto nacional de estreitar nossas conversas”, disse Murilo, na terça-feira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Com estimativa é gerar 2 mil empregos, Aegea assumirá saneamento do Estado em 2021
AÇÕES DO GOVERNO MS
Resultado do leilão da Sanesul encurta tempo de universalização e garante saúde para população de MS
NAVIRAÍ - PESQUISA
Com 40,67% dos votos, Onevan de Matos lidera para prefeito de Naviraí
DUPLICAÇÃO BR-163
BR-163 em MS tem relicitação da concessão autorizada pelo governo federal
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
RIO PARANA
A pedido do Governo de MS e PR, União autoriza estudo para obra viária em Taquarussu e região
COMODIDADE
Totens de serviços do Detran-MS prometem agilizar atendimento
ELEIÇÕES 2020
Promotores Eleitorais propõem 371 ações de impugnações de registro candidaturas em MS
OBRAS PARALISADAS
Novo prefeito terá desafio de criar 3 mil vagas nas creches em Dourados
MS 43 ANOS
Com investimentos do Estado, Itaquiraí entrega moradias e estimula geração de empregos