Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 23 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
JUNINHO DENTISTA NOVO
brasil

Ex-musa do Avaí era uma das mulheres usadas para cooptar prefeitos

24 Set 2013 - 17h37Por Terra

Uma modelo que já participou de ensaios sensuais e programas de televisão é uma das investigadas pela Operação Miqueias, da Polícia Federal, que prendeu 20 pessoas suspeitas de lavagem de dinheiro e má gestão de recursos de entidades previdenciárias públicas. Os investigadores acreditam que Luciane Hoepers, 33 anos, era quem se aproximava de prefeitos na tentativa de garantir a aplicação de recursos para o esquema.

Desarticulada na última quinta-feira, a Operação Miqueias investigou o envolvimento de um grupo suspeito de pagar propina a prefeitos para captar investimentos de fundos de pensão municipais. Os mandatários, segundo a PF, aplicavam o dinheiro da previdência em títulos podres de empresas quebradas. As autoridades receberiam em troca uma parcela do valor aplicado.

Luciane seria uma das pessoas da quadrilha que fazia o primeiro contato com os alvos da quadrilha. A loira de 1,75 metro de altura se apresentou à PF como empresária, mas já participou de diversos trabalhos como modelo. Foi musa do clube Avaí, de Santa Catarina, e participou do reality show Casa Bonita.

Em uma entrevista à revista Fluir, para a qual fez um ensaio sensual na praia, afirmou trabalhar como “agente de investimentos no mercado financeiro”. Outra publicação, a revista Mensch, classificou a loira como “a gata que balança o mercado financeiro”.

De acordo com relatório da Polícia Federal, junto de outras três mulheres “muito bonitas”, Luciane agia como “pastinha” na quadrilha. Cientes do esquema, a ex-musa do Avaí e as outras garotas apresentavam os planos dos fundos de investimento do grupo, já com os detalhes dos ganhos de cada parte com os desvios a serem praticados. 

Presa na quinta-feira com as demais “pastinhas” e outros membros do grupo, a loira afirmou, em depoimento à PF, que “perdeu a conta” de quantas prefeituras visitou, de acordo com policiais federais ouvidos pelo Terra

Como teve apenas a prisão temporária decretada, Luciane foi liberada na madrugada desta terça-feira, já que o prazo de cinco dias de detenção expirou à 0h de hoje. Segundo a PF, apenas uma das quatro garotas usadas segue presa, em Goiânia. 

Loira foi fotografada com parlamentares
Luciane foi fotografada, durante as investigações, ao lado do deputado federal Leandro Vilela (PMDB-GO) e dos deputados estaduais Samuel Belchior e Daniel Vilela, segundo publicou o jornal O Estado de S. Paulo. Este último é filho de Maguito Vilela, prefeito de Aparecida de Goiânia (GO).

Em nota oficial, Daniel Vilela afirmou apenas ter conhecido Luciane Hoepers quando esteve em Brasília para reunião nacional do PMDB e que não teve contato posterior com ela. O parlamentar ressaltou não ser investigado pela Polícia Federal.

Por meio de sua assessoria, Leandro Vilela – que é primo de Daniel - disse ter ido ao almoço para falar com Samuel Belchior, que reiterou não ter conhecimento nem relacionamento com as pessoas investigadas pela operação. Ele se colocou à disposição “para prestar qualquer tipo de esclarecimento necessário ao caso”. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GLÓRIA DE DOURADOS - MESA DEFINIDA
GRUPO FECHADO: Formada mesa para comandar os trabalhos no biênio 2021/2022 em Glória de Dourados
GOVERNO PRESENTE EM DOURADOS
GOVERNO PRESENTE: Obra do acesso do Aeroporto à BR-463 contempla pedido de Barbosinha em Dourados
EDUCAÇÃO NA PANDEMIA
Protocolo de Volta às Aulas da Rede Estadual prevê ensino híbrido em 2021
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Unidades de resgate entregues aos bombeiros são as mais modernas do Brasil, afirmam militares
BLOCO NÃO GANHEI
69 candidatos formam 'bloco do não ganhei' e pedem recontagem em MS
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em nova parceria, Estado e bancada federal entregam unidades de resgate para 05 cidades de MS
EMOÇÃO
Mara Caseiro assume vaga de Onevan de Matos na Assembleia Legislativa
SUB JUDICE
Angélica e mais três cidades de MS ficam sem prefeito eleito e podem ter nova votação
Fachada da Câmara Municipal em Campo Grande. (Foto: Paulo Francis) - CÂMARA DE CAMPO GRANDE
Em 2021, Câmara de Campo Grande terá 7 "milionários"; veja a lista
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Recorde em 43 anos de MS, Governo vai construir 163 pontes de concreto até 2022