Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 3 de agosto de 2021
Busca
ELEIÇÕES 2014

De hoje até o dia 7, ninguém pode ser preso, salvo em caso de flagrante

30 Set 2014 - 11h10Por Terra

Nenhum eleitor brasileiro pode ser preso ou detido a partir desta terça-feira (30), exceto em caso de flagrante, em virtude de sentença por crime inafiançável ou por desrespeito a salvo conduto. De acordo com o artigo 236 do Código Eleitoral, a restrição é válida até o dia 7 de outubro, ou seja, 48 horas após o fechamento das urnas.

A justificativa da lei, herança do período de Ditadura Militar, é de que a proibição é uma garantia de que o eleitor exercerá o direito ao voto sem que ninguém o impeça ou o atrapalhe. Ainda segundo a lei, “ocorrendo qualquer prisão o preso será imediatamente conduzido à presença do juiz competente que, se verificar a ilegalidade da detenção, a relaxará e promoverá a responsabilidade do coator”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS EM MS
Prosseguir: coletiva de imprensa híbrida será realizada nesta terça-feira, às 10h15
Assessoria de Comunicação da Sanesul AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Para garantir água tratada a moradores, Governo do Estado investe em poços nos distritos de MS
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Reinaldo Azambuja abre diálogo com governo americano para investimentos no Pantanal e Rio Taquari
PAGAMENTO NA CONTA
Governo de MS deposita folha de julho nesta sexta e injeta R$ 408 milhões na economia
NOVA ANDRADINA
Sindicatos rurais da regional de Nova Andradina alinham demandas de infraestrutura prioritárias
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em Rio Brilhante, Riedel assina ordem para recapeamento de avenida e visita obras Corpo de Bombeiros
PAGAMENTO AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo paga servidores neste fim de semana; folha de julho injeta R$ 408 milhões na economia
DEPUTADO BARBOSINHA AÇÕES DEPUTADO BARBOSINHA
Barbosinha destina R$ 650 mil em emendas na saúde para 16 cidades
REINALDO AZAMBUJA - VOLTA ÀS AULAS VOLTA ÀS AULAS EM MS
AULAS PRESENCIAIS: Escola estão prontas e preparadas para receber os alunos, destaca governador
CRISE HÍDRICA
Novas fontes preparam MS para a crise hídrica, ressalta governador