Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 24 de janeiro de 2022
Busca
ALERTA DO SECRETÁRIO DE SAÚDE

Com 225 casos e mais 02 mortes, Geraldo alerta que ainda não é hora de baixar a guarda contra COVID

22 Nov 2021 - 11h49Por Leonardo Rocha, Subcom

Com 225 casos novos, o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, fez um alerta aos sul-mato-grossenses. Ele reforçou que ainda não é o momento de baixar a guarda contra a COVID.

Além dos novos casos confirmados, o boletim também registrou dois novos óbitos. Desde o início da pandemia já contabilizamos 378.097 e 9.674 mortes em consequência da doença.

Novo boletim divulgado pela SES (Secretaria Estadual de Saúde) nesta segunda-feira (22), registra 225 novos casos e duas mortes em função da Covid-19 em Mato Grosso do Sul. São 63 pacientes internados devido a doença, sendo 27 em leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo).

As duas mortes registradas são de Campo Grande, entre elas uma mulher de 47 anos, sem nenhuma comorbidade relatada e um homem de 89 anos, que tinha diabetes e doença cardiovascular crônica.

O levantamento mostra que já houve 18 mortes confirmadas em função da Covid em novembro, tendo a menor média de óbitos do ano e só sendo maior que os meses de março, abril e maio de 2020, que registram o começo da pandemia no Estado.

Dos novos casos, 26 cidades tiveram registros confirmados da doença. Campo Grande lidera com 192 ocorrência, seguido por Anastácio (11), Miranda (10), Corumbá (09) e Dourados (05). Ao todo já são 1.634 casos da doença neste mês, tendo média de 74 por dia, também a menor do ano.

Mato Grosso do Sul tem 63 pessoas internadas e 861 em isolamento domiciliar. Durante toda a pandemia foram 9.674 óbitos e 367.499 pessoas recuperadas da doença, com 378.097 casos confirmados. A taxa de letalidade continua em 2,6%.

Vacinação

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, reforçou a necessidade da população buscar a vacinação e lembrou que muitos países da Europa já convivem com novas ondas da Covid-19. “Muita gente achou que a doença já passou, porém países como Alemanha, Bélgica e Rússia já estão com novas ondas da pandemia”.

Ele ainda disse ainda que alguns municípios do Estado registraram números grandes de casos e a procura por vacinas diminuiu. “Temos que fazer nossa parte, pois o vírus ainda está circulando, por isso é importante procurar a vacina e não dar campo fértil para o vírus. Os idosos acima de 60 anos não atingimos 55% com a dose de reforço, quando temos que chegar no mínimo a 90%”, destacou.

A secretária-adjunta de Saúde, Crhistinne Maymone, também destacou que houve um aumento de 50% no número de casos em relação a última semana epidemiológica. “Existe uma falsa sensação que a pandemia acabou, se demorar para tomar a vacina os casos podem aumentar”, alertou.

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo alcança mais famílias com ampliação de 25% nos repasses para a assistência social em MS
Foto: Edemir Rodrigues CONTA DE LUZ ZERO
Conta de energia de 152 mil famílias são pagas pelo governo de MS através do programa Energia Social
Foto: Edemir Rodrigues (Arquivo) AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS libera quase R$ 10 milhões para reformas em escolas do interior
Comunicação Sanesul SANESUL
Amambai terá mais de R$ 2,9 milhões em obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário
Fotos: Chico Ribeiro NA OAB / MS
Advogados tiveram as maiores conquistas da história da OAB-MS, destaca Reinaldo Azambuja
Foto: Chico Ribeiro (Arquivo) AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Grande Dourados: Governo do Estado investe R$ 24,1 milhões na restauração da MS-475
Foto: Edemir Rodrigues/Arquivo AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Semagro estimula implantação de frigorífico para processamento de peixe em Inocência
FOTO: SUBCOM AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Para ampliar investimentos na fronteira, Governo vai construir novas pontes em Porto Murtinho
BARBA entrega os pedidos nas mãos da Senadora Simone Tebet, sendo observado pelo prefeito de Vicentina, Marquinhos do Dedé CULTURAMENSE TRABALHANDO
Barba entrega para Senadora, pedido de R$ 200 mil para o SIAS, sistema 5G e caminhão para Culturama
TECNOLOGIA
Governo prevê demanda maior por tecnologia e inovação para manter crescimento