Menu
SADER_FULL
domingo, 29 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
JUNINHO DENTISTA NOVO
tenso demais

“Clima pesado” e xingamentos marcam reunião que discute conduta de vereador

25 Out 2013 - 15h10Por Campo Grande News

Clima tenso, debates acalorados e xingamentos marcam a reunião do Conselho Estadual da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) que discute a conduta do presidente Júlio Cesar Souza Rodrigues em firmar contrato de trabalho com o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). O encontro teve início às 9h30 desta sexta-feira (25), segue a portas fechadas e deve terminar no final da tarde. Poucos conselheiros se dispõem a comentar sobre o assunto.

“O presidente presta esclarecimentos, em minha opinião, de forma satisfatória. Mas ele [Júlio Cesar] enfrenta investida de conselheiros e de ex-presidentes que ainda insistem em questionar a sua conduta ao entabular esse contrato com a prefeitura”, disse o conselheiro José Belga Trad.

Apesar de a reunião discutir o contrato entre o presidente da OAB/MS e a prefeitura, só o Conselho Federal da Ordem poderá deliberar sobre o futuro de Júlio Cesar. Para o advogado Luiz Carlos Saldanha, que também integra o conselho formado por 32 pessoas do Estado, este é o momento do presidente prestar contas e expor os fatos.

“São dois pontos que foram colocados pelo Conselho Federal: que nenhuma atitude pode ser tomada aqui e que o processo está sob sigilo”, explicou. Saldanha ainda lembrou que as deliberações de hoje não podem ser divulgadas para a sociedade, uma vez que há sigilo. “Também não se pode fechar juízo de valor sobre o caso. A Seccional não pode fazer julgamento”.

O advogado Wilson Coelho avalia que o momento é ótimo para a Ordem esclarecer os fatos à classe. “Não há o que questionar os contratos dele, mas sim os atos. É preciso, nessa relação, ter um divórcio entre o homem advogado e o presidente da Ordem. Mas ambos podem agir paralelamente”, opinou.

Coelho ajuizou que o advogado pode trabalhar da maneira que quiser, mas enquanto presidente da Ordem tem que pensar de forma a proteger o cargo que ocupa. “A conduta do cidadão afeta o cargo que pediu para ser eleito. É um dever de transparência”, afirmou.

Demais profissionais do Direito que participam da reunião ressaltam que todos os conselheiros estão dando contribuições no debate. Entre os presentes é unanime a ideia de que nenhuma informação pode ser antecipada. “Podemos sofrer sanções, já que é um processo ético”, afirmam.

O Conselho Federal analisa a conduta de Júlio Cesar em firmar contrato com a prefeitura de Campo Grande. Advogados da oposição pediram a investigação. Ontem (24), o juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, David Oliveira Gomes, determinou a Júlio Cesar e Bernal que expliquem o contrato.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em Caarapó, Reinaldo Azambuja inaugura indústria com 300 empregos e entrega reforma de escola
PÁTIO ZERO
VEJA COMO PARTICIPAR: Detran-MS abre três leilões com mais de 700 motocicletas nesta terça-feira
NOTA MS PREMIADA
SERÁ QUE FOI VOCÊ: Mais de R$ 640 mil ainda não foram resgatados do Nota MS Premiada
VALORIZAÇÃO
Salários dos mais de 79 mil servidores estaduais será depositado nesta sexta e disponível no sábado
PREFEITO
Sul Mato grossense perfumeiro desbanca atual prefeito e vence eleição em Foz do Jordão-PR
JAIME VERRUCK. Secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul - Álvaro Rezende/Correio do Estado RELAÇÃO COMERCIAL
"A China é um mercado prioritário para MS", diz secretário
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com delegacia virtual, Governo amplia combate a violência contra as mulheres
Política
Estado de MS destina novos equipamentos de borrifação aos municípios no combate ao Aedes Aegypti
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Reinaldo entrega 420 equipamentos de combate ao mosquito Aedes aegypti e destaca sintonia no combate
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS entrega veículos para potencializar produção de erva-mate na faixa de fronteira