Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 24 de fevereiro de 2021
SADER_FULL
Busca
campo grande

Bernal escapa de depoimento na segunda e julgamento na Câmara pode ficar para 2014

23 Nov 2013 - 10h38Por Mídia Max

O prefeito Alcides Bernal (PP) conseguiu adiar o julgamento dele na Câmara de Campo Grande. A decisão do desembargador João Maria Lós, que ontem derrubou recurso da Câmara e paralisou os trabalhos da Comissão Processante, pode fazer o prefeito ganhar alguns dias de fôlego na luta para fugir da cassação.

Com a decisão, Bernal não precisará, pelo menos por enquanto, de ir à Câmara provar que é inocente. O presidente da Comissão Processante, vereador Edil Albuquerque (PMDB), esperava concluir os trabalhos antes do prazo final, dia 20 de dezembro, mas com a judicialização, ele não descarta a possibilidade do julgamento final só sair em 2014.

“Vamos enfrentar uma dificuldade muito grande por conta do recesso do fim e início do ano. Nós tínhamos um prazo de 50 dias para concluir o trabalho. Com a decisão, o prazo fica congelado. É como se tivesse congelado o relógio. Corre o risco de ficar para fevereiro”, explicou.

Na quinta-feira (21) a Câmara conseguiu, na madrugada, reverter a decisão do desembargador Hildebrando Coelho Neto, que congelou a Comissão Processante. Todavia, desta vez, a assessoria jurídica da Câmara agirá com mais cautela e só deve entrar com o recurso na segunda-feira (25). “Há um entendimento de que, por não ser caso de emergência, não é necessário entrar com recurso no plantão. É questão de interpretação. Mas, na segunda-feira, vamos decidir o que fazer”, justificou.

O presidente da Comissão Processante disse não entender o medo que faz o prefeito fugir e não prestar esclarecimento. “Eu converso com várias pessoas, incluindo advogados e ninguém consegue entender porque ele não se defende, já que tem a oportunidade de provar que é inocente”, criticou.

O prefeito Alcides Bernal é investigado por suspeita de ter fabricado contratos de emergência para favorecer algumas empresas. Porém, a defesa prefere derrubar a comissão com acusações de que há problemas na composição. No entendimento dos advogados de Bernal, os vereadores que integraram a CPI do Calote: Paulo Siufi (PMDB), Elizeu Dionízio (PSL), Otávio Trad (PTdoB), Chiquinho Telles (PSD) e até o líder dele, Alex do PT, não deveriam ter votado para abertura ou não da comissão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS EM DESTAQUE
MS é reconhecido por sua política de assistência social e direitos humanos
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS reforça segurança pública e entrega 127 novas viaturas e 590 previsto para 2021
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em entrega de motoniveladoras, governador anuncia mais de mil equipamentos para agricultura familiar
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Reinaldo Azambuja troca secretários para dar mais dinamismo à administração
MINI REFORMA
Comandos da Delegacia Geral e Corpo de Bombeiros mudam em MS
Riedel é considerado o homem forte de Reinaldo Azambuja - Crédito: The Report Company NOVO COMANDO
Riedel assume obras para comandar maior empreita da história de MS
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Obra do HR de Dourados avança e população já comemora ampliação de leitos para região
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS entrega 28 motoniveladoras e 127 viaturas nesta segunda-feira
AÇÕES DO GOVERNO MS
Governo do Estado amplia benefícios e garante competitividade do setor atacadista no MS
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Com mais de 200 Km da rodovia, operação tapa-buraco na MS-040 deve terminar na próxima semana