Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de junho de 2021
Busca
PESADO DESASTRE

Tumulto em festival religioso em Israel deixa 45 mortos e mais de 100 feridos

Várias pessoas foram pisoteadas, segundo autoridades. Evento para judeus ortodoxos reuniu cerca de 100 mil no norte do país, que começa a retomar festivais após controlar a pandemia.

30 Abr 2021 - 13h54Por G1

Um tumulto em um festival religioso em Israel deixou 45 mortos e mais de 100 feridos nesta sexta-feira (horário local, noite de quinta-feira no Brasil). Há crianças entre as vítimas.

Cerca de 100 mil pessoas — a maioria judeus ortodoxos — participavam da celebração Lag B'Omer, o maior evento desde o controle da pandemia do coronavírus no país.

Uma investigação foi aberta para apurar as causas do acidente, que ainda não estão claras.

Relatos apontam que pessoas caíram em uma arquibancada, o que causou um princípio de tumulto. Uma multidão então tentou sair por uma passagem estreita e pessoas foram pisoteadas.

Acidente durante celebração religiosa em Israel deixa mortos

Acidente durante celebração religiosa em Israel deixa mortos

"Infelizmente, encontramos crianças pequenas pisoteadas", afirmou Eli Beer, diretor de um serviço voluntário de ambulância, a uma rádio local. "Conseguimos salvar algumas delas".

O Magen David Adom, equivalente israelense à Cruz Vermelha, atendeu 150 feridos. Muitos foram levados a hospitais.

Seis pessoas estavam em estado crítico e 18, em estado grave, segundo o serviço nacional de ambulâncias.

Vítimas que morreram durante as celebrações de Lag BaOmer, no Monte Meron, após tumulto no norte de Israel em 30 de abril de 2021  Foto: Ishay Jerusalemita/Behadrei Haredim via AP

Vítimas que morreram durante as celebrações de Lag BaOmer, no Monte Meron, após tumulto no norte de Israel em 30 de abril de 2021 — Foto: Ishay Jerusalemita/Behadrei Haredim via AP

Equipe de emergências atende desastre em festival religioso em Israel em 30 de abril de 2021  Foto: David Cohen-JINIPIX/Reuters

Equipe de emergências atende desastre em festival religioso em Israel em 30 de abril de 2021 — Foto: David Cohen-JINIPIX/Reuters

Cenário desolador

As vítimas ainda estão sendo identificadas. Durante a noite, familiares tentavam encontrar parentes desaparecidos e ligavam para seus celulares, que se acumulavam no local em meio a roupas e outros objetos perdidos.

"Os telefones dos mortos não param de tocar e vemos 'mãe' e 'minha querida esposa' [na tela]", afirmou Motti Bokchin, porta-voz de um serviço de emergência à Rádio do Exército.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu foi ao local da tragédia e classificou-a como um "pesado desastre". O premiê declarou o domingo um dia de luto nacional pelas vítimas da tragédia.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, visita o Monte Meron, no norte de Israel, após tragédia com mais de 40 mortos em evento religioso com judeus ultraortodoxos em 30 de abril de 2021  Foto: Ronen Zvulun/Reuters

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, visita o Monte Meron, no norte de Israel, após tragédia com mais de 40 mortos em evento religioso com judeus ultraortodoxos em 30 de abril de 2021 — Foto: Ronen Zvulun/Reuters

Festival na pandemia

Lag B'Omer é um feriado em homenagem ao rabino Simon Bar Yochai, um religioso do século II cujos restos mortais estão enterrados no Monte Meron.

O evento marca o início da retomada das grandes celebrações (religiosas ou não) em Israel, país que conseguiu controlar a Covid-19 com uma das vacinações em massa mais rápidas do mundo.

Quase todas as atividades já retornaram à normalidade pré-pandemia, e o governo israelense tirou recentemente a obrigatoriedade do uso de máscaras ao ar livre.

O festival foi cancelado no ano passado devido à pandemia. Em 2019, organizadores calcularam que 250 mil compareceram ao local.

Centenas de judeus ortodoxos cantam e dançam no festival Lag B'Omer em Monte Meron, no norte de Israel, nesta quinta (29)  Foto: Reuters

Centenas de judeus ortodoxos cantam e dançam no festival Lag B'Omer em Monte Meron, no norte de Israel, nesta quinta (29) — Foto: Reuters

Celebrações após a tragédia

Antes da mortes, a multidão percorria corredores e salões, dançando, cantando, rezando e acendendo velas e fogueiras.

Depois do incidente, alguns religiosos voltaram ao Monte Meron para continuar a celebrar o festival judaico.

MAPA  Local do tumulto que deixou mortos em Israel  Foto: G1 Mund

MAPA — Local do tumulto que deixou mortos em Israel — Foto: G1 Mund

Deixe seu Comentário

Leia Também

Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOENÇA DO SÉCULO
Por que irmãs gêmeas "que tinham tudo" acabaram se suicidando
CONVOCAÇÃO
PM convoca 58 oficiais e 207 soldados remanescentes dos concursos para cursos de formação
NO BOTE
menino de 3 anos sobrevive em barco por um dia, depois dos pais se afogarem
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
Carro foi incendiado em Rio Brilhante - Foto: reprodução/redes sociais RIO BRILHANTE - POLÍCIA
Carro envolvido em acidente que matou motoentregador é incendiado em Rio Brilhante
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
AGLOMERAÇÃO
Vídeo: com mais de 150 pessoas, festa open bar em chácara é encerrada pela Guarda Municipal em MS
CRIME A ESCLARECER
Mulher de detetive particular é rendida, levada para matagal e executada com tiro na cabeça em MS
VÍDEO - CROCODILO INVADE PISCINA
Crocodilo luta brutalmente com resgatadores após invadir piscina, ASSISTA