Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 30 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
JUNINHO DENTISTA NOVO
Campo Grande - violência sexual

Três são denunciados por estuprar menina e espalhar vídeo na escola

Os acusados, três adolescentes, ainda teriam filmado o abuso sexual

15 Abr 2014 - 07h32Por Campo Grande News

Uma mãe procurou, na última sexta-feira (11), a Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude) para denunciar o estupro de sua filha de 14 anos, na Escola Estadual Teotonio Vilela, em Campo Grande. Os acusados, três adolescentes, ainda teriam filmado o abuso sexual e espalhado o vídeo no colégio por whatsapp.

De acordo com o boletim de ocorrência, a menina foi à unidade de ensino, em período contrário ao escolar, no último dia 9, levar o irmão de 9 anos e participar de ensaio. Na ocasião, uma colega a chamou para conhecer um menino, que a mãe não sabe o nome. Ela levou a adolescente até o pátio, onde está em construção uma biblioteca.

No local, a garota de 14 anos se deparou com três meninos. Um deles falou que ela teria que “ficar” com um. À polícia, a mãe falou que a filha resistiu e foi ameaçada. “Um deles disse que aconteceria algo se ela saísse de lá”, relatou. A menina ficou e foi forçada a fazer sexo oral em um, enquanto outro garoto filmava o abuso.

O vídeo teria sido espalhado por whatsapp e, agora, o irmão da adolescente, de acordo com a mãe, é hostilizado pelos colegas, que viram a gravação. “Chegaram a desenhar um órgão genital masculino na camiseta dele”, contou a mãe no boletim de ocorrência.

Indignada, ela procurou a direção da escola, que apenas teria proposto a transferência da adolescente para “preservar sua imagem”. Ainda de acordo com a mãe, o diretor teria dito que sabe quem cometeu o estupro, mas só se manifestaria às autoridades.

Ela informou ainda que também viu o vídeo. “Fica claro que minha filha não queria fazer aquilo”, afirmou à polícia. A menina não apresentou lesões corporais. A reportagem ligou para a escola diversas vezes, mas ninguém atendeu o telefone.

Na semana passada, outro estupro em escola veio à tona na Capital. Um menino de 10 anos era trancado no banheiro com os três garotos, de 13, 14 e 15 anos. Enquanto o último vigiava a porta, cuidando a aproximação de outras pessoas, o segundo segurava o menor e o de 13 anos enfiava os dedos no ânus dele.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EXECUÇÃO
Homem é encontrado na fronteira com corpo carbonizado e com marcas de tiros
CRIME BANAL
Pedreiro e adolescentes mataram vizinho em cidade do MS em briga por registro de água
CNH EM 2021
Confira as 9 multas que não vão mais gerar pontos na CNH em 2021
Imagem retirada das redes sociais do Osvaldinho Duarte / Dourados News FORTE ACIDENTE
Colisão frontal deixa uma pessoa morta e duas gravemente feridas entre Dourados e Fátima do Sul
AGLOMERAÇÃO
VÍDEO: Guarda encerra festa em chácara com mais de 350 pessoas
TRAGEDIA NA RODOVIA
Pedi força a Deus, diz PM que atendeu ocorrência de acidente que matou a própria filha
ASSASSINATO
Ex liga para mulher dizendo que vai até a casa buscar documento da filha e mata atual namorado dela
ACIDENTE FATAL
Batida frontal entre carro e carreta mata jovem em Ivinhema
FESTONA NA PANDEMIA
Guarda Municipal acaba com 'festona' em flagrante com 119 adolescentes em MS
SEGURANÇA NO FIM DE ANO
Segurança no Estado durante as festas de fim de ano terá mais de 2 mil policiais nas ruas em MS