Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 7 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
TRISTEZA

"Só pensava em tirar o cachorro de cima dele", diz vizinho que socorreu menino em MS

Anderson usou enxada para tentar salvar o garoto, de 3 anos, mas MIkael morreu

17 Jun 2020 - 08h16Por Campo Grande News

"Eu só pensava em tirar o cachorro de cima dele”. O relato emocionado é do comunicador visual Anderson Wilton de Lima, de 26 anos, que ajudou a tirar o cachorro de cima do menino Mikael, de 3 anos, que morreu no bairro Cristo Redentor depois de ser atacado pelo animal na manhã de hoje,  em Campo Grande.

O menino chegou a ser levado por familiares para o CRS (Centro Regional de Saúde) do Bairro Tiradentes, onde acabou falecendo. No local, a informação obtida é que a vítima chegou à unidade de saúde com o rosto e o crânio feridos, levada por um vizinho.

Anderson contou à reportagem que mora perto da casa onde ocorreu o acidente e estava na varanda quando ouviu gritos de mulheres pedindo socorro. Ele correu até o local e disse que quando chegou na casa, abriu o portão e viu o cachorro atacando a criança.

“O cão estava mordendo a cabeça do menino. Fiz tudo que eu pude para espantar o cachorro. Bati com um cabo de enxada no cão e neste momento ele soltou o menino e veio para cima de mim”, destaca.

Casa era alugada e animal pertencia ao dono do imóvel (Kisie Ainõa)
Casa era alugada e animal pertencia ao dono do imóvel (Kisie Ainõa)
“Se eu não tivesse chegado ele tinha estraçalhado o menino”, enfatizou, lembrando que nesta hora o instinto paterno falou mais alto.  Chorando ele contou que tem um filho de 6 anos. “Só pensei no meu filho”, lamenta.

Ele então pegou o menino no colo e pediu ajuda para uma vizinha levar a criança até a unidade de saúde mais próxima. Quando tudo acabou e o menino foi socorrido, Anderson conta que foi ver o filho que mora com a mãe em um bairro próximo. “Fui ver ele pra dar um abraço. Após tudo isso que ocorreu só tenho a imagem do cachorro mordendo ele. Não consigo esquecer”, acrescentou.

Mikael tinha apenas 3 anos.
Mikael tinha apenas 3 anos.
A cozinheira Juliana Barão, de 40 anos que também mora no bairro, disse que o cão só mordeu o rosto do menino. “Parecia que o cachorro estava com raiva foi pra matar”, salientou. Juliana conta que o menino ficou irreconhecível. “O rosto dele tinha cortes profundos uma cena horrível de se ver logo cedo”, finalizou.

A vizinha do imóvel onde ocorreu o acidente, a faxineira Simone de Almeida, de 34 anos, disse que na residência moram a mãe do menino e uma prima. Ela afirmou que o ataque aconteceu no momento em que a mãe e a criança saiam de casa. Simone comenta que "ficou sabendo" que a criança teria chutado o cachorro. “Ele se irritou e teria avançado no menino”, salientou.

A vizinha ainda lembrou que o cachorro pertence ao dono do imóvel alugado. Segundo ela esta, não seria a primeira vez que o animal ataca pessoas. Ele, inclusive, já teria avançado contra o próprio dono. A vizinha que horas depois do ataque, o dono da casa retirou o cão e o levou embora. O animal é de raça indefinida, mistura de vira-lata com rottweiller. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRUELDADE
Homem descobre que bebê de 2 meses não é sua filha e mata criança por vingança em MS
ONÇA PINTADA
Câmera flagra onça se alimentando de bezerro em fazenda de Aquidauana
VIOLENCIA DOMESTICA
VÍDEO: atendente é agredida por ex-marido, expulsa de casa e pede ajuda para proteger animais
COBRA - SUCURI
Famosa nas redes, sucuri de 5 metros flagrada no Rio Sucuriú é encontrada morta
SEQUESTRO
‘Mãe, tô sendo roubada’: em vídeo é possível ouvir gritos de jovem raptada no Tiradentes
MAIS UM CASO NA CAPITAL
VIU A EMILLY?, Adolescente sai para visitar madrinha e desaparece na Capital
AÇÃO DA PMA
Usina é multada em R$ 294 mil por incêndio em lavoura de cana-de-açúcar
CICLONE BOMBA
Efeitos do Ciclone: mais de 12 mil residências ainda estão sem energia elétrica
ENTREVISTA NO SBT
Roberto Cabrini traz entrevista exclusiva com Frederick Wassef nesta segunda
PROTESTO
Em oração, mulheres se juntam para mostrar luto e pedido de justiça para Carla