Menu
SADER_FULL
quinta, 29 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
tráfico de drogas

Quadrilha que vendida cocaína a caminhoneiros e faturava R$ 1 milhão por ano é detida

6 Fev 2014 - 13h17

Uma quadrilha com três homens foi detida nessa semana após investigação dos policiais civis da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (Denar). Eles vendiam cocaína exclusivamente a caminhoneiros, no sistema de disk-entrega, na BR-162, nas proximidades de Campo Grande, entre as saídas para São Paulo e Cuiabá.

Odemir Dias Alencar, de 37 anos, chefiava a quadrilha, Luiz Carlos Alves Rodrigues, de 47, escondia o entorpecente e Wendryw Martins dos Santos, 22, realizada as entregas.  Odemir buscava a droga na Bolivia e a trazia a Campo Grande, para a revenda. Por dia ,a quadrilha faturava de R$ 1mil a R$1,5. De acordo com o documento apreendido pela policia, de venda de “panelas”, o faturamento da quadrilha é de cerca de R$ 1 milhão por ano.

Odemir foi preso em flagrante no final da tarde desta terça-feira (4) enquando vendia o entorpecente a um caminhoneiro, nas margens da BR-163. Luiz Carlos foi preso na mesma noite, em sua casa no bairro Jardim Felicidade, na região das Moreninas. Wendryw foi detido na manhã de quarta-feira com quatro papelotes de cocaina em seu trabalho, um local que instala maquinário para rastreamento de veículos.

Com a quadrilha foram pegas vários papelotes com cocaína pura, totalizando mais de um quilo, além de mais de R$ 1 mil em notas.

Perigo nas estradas

De acordo com o delegado João Paulo Sartori a quadrilha fazia em média, de 10 a 15 entregas por dia, sempre a caminhoneiros conhecidos, que já eram “clientes fidelizados” da quadrilha. “Os caminhoneiros que consomem cocaína para dirigir estão praticando um comportamento irresponsável, que coloca em risco a vida de todos nas rodovias, que já são perigosas”, explica o delegado.

Dois caminhoneiros foram identificados como usuários e contam nos autos da investigação. No entanto, o delegado afirma que podem ser mais de 15 caminhoneiros clientes frequentes do bando.

Todos os integrantes da quadrilha foram indiciados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Agora serão pedidos a quebra do sigilo bancário dos integrantes e sera pedida a retenção em juízo dos bens dos suspeitos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS autoriza 548 vagas para Curso de Formação de Sargentos do Bombeiros e Polícia Militar
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Reinaldo Azambuja anuncia promoção de 3,7 mil servidores civis e militares
INFANTICÍDIO X SUICÍDIO
Psicóloga mata filhas Gêmeas a tiros e depois se suicida
ASSEDIO SEXUAL
Dono de loja é preso por estuprar jovem na entrevista de emprego
TENTATIVA DE ASSASSINATO
Homem é agredido com golpes de facão na cabeça e nas mãos em Rio Brilhante
MAUS TRATOS
Jovem que aparece puxando sucuri em MS irá responder por maus-tratos, diz PMA
ASSALTANTES
Apresentador da Record sequestrado é achado em RR teve braços quebrados e amarrados
DOENTIO
Modelo é morta e tem polegar arrancado para assassino poder acessar o celular dela
ACIDENTE FATAL
Soldado da FAB morre em acidente de moto em cidade de MS
CONFRONTO
Jovem para carro em bloqueio, desce atirando e morre em confronto com a polícia em MS