Menu
SADER_FULL
segunda, 1 de março de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ORDEM JUDICIAL

Prefeitura de Dourados acata ordem judicial e anula penalidades impostas a duas educadoras

Ao acatar a ordem judicial, município escapa de multa diária no valor de R$ 500,00 estabelecido em 27 de julho pela Justiça

27 Ago 2020 - 08h28Por 94 FM

A Prefeitura de Dourados anulou penalidades aplicadas a duas educadoras que conseguiram na Justiça reverter advertências decorrentes de uma sindicância administrativa. Ao acatar a ordem judicial nesta quarta-feira (26), a administração da prefeita Délia Razuk (PTB) livra o município de multa diária no valor de R$ 500,00.

Publicado na edição de ontem do Diário Oficial do Município, a Resolução de Anulação nº. 08/1160/2020/SEMAD, foi assinada na terça-feira (25) pela secretária municipal de Administração, Elaine Terezinha Boschetti Trota, e atende determinação constante de decisão transitada em julgado nos autos nº 0806261-39.2017.8.12.0002 em curso pela 2ª Vara do Juizado Especial Cível da Comarca.

Conforme a publicação, ficam anuladas as Resoluções e as penalidades de advertências aplicadas nos autos de Processo Administrativo Disciplinar nº 752/2013, especificadas e em relação às respectivas servidoras, publicadas na página 01 do Diário Oficial do Município de Dourados-MS nº 4.304, de 28 de setembro de 2016.

A Resolução nº AD/09/1059/16/SEMAD referia-se à servidora Elaine do Carmo Nascimento Jacques, agente de Apoio Educacional, e a Resolução nº AD/09/1060/16/SEMAD, diz respeito à servidora Margarete Lopes Ramos Lemos, auxiliar de Apoio Educacional, ambas lotadas na Secretaria Municipal de Educação.

Em 27 de julho, a 2ª Vara do Juizado Especial Cível e Criminal - Juizado Especial de Dourados determinou a intimação do município para, no prazo de 30 dias, satisfazer a obrigação de anulação das resoluções nº AD/09/1059/16SEMAD e nº AD/09/1060/16/SEMAD, sob pena de incidência de multa diária no valor de R$ 500,00, até o limite, por ora, de R$ 5.000,00.

No final de maio, o Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados) divulgou que o TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) acatou a apelação de sua assessoria jurídica e anulou o processo administrativo da Prefeitura de Dourados que penalizou com advertência as educadoras Elaine do Carmo Nascimento Jacques e Margarete Lopes Ramos Lemos durante greve na Rede Municipal no ano de 2013.

“As servidoras, que atuavam como Auxiliar de Apoio Institucional na Escola Municipal Iria Lúcia Wilhelm Konzen, foram perseguidas durante anos por terem aderido à paralisação por melhores condições de trabalho, um direito legítimo de todos(as) os(as) trabalhadores(as)”, detalhou a entidade na ocasião.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Veículo pegou fogo com a colisão - Crédito: Osvaldo Duarte/ Dourados News ACIDENTE NAS ESTRADAS
Veículo pega fogo ao colidir em coqueiro entre Dourados e Itaporã, homem ficou preso as ferragens
Rave com mais de 500 pessoas é encerrada pela Guarda Civil de Campo Grande  Foto: GCM/Divulgação FESTA NA PANDEMIA
Rave clandestina com mais de 500 pessoas é encerrada pela Guarda
PLANTÃO FÁTIMA NEWS DEU RUIM
DEU RUIM: Adolescente tenta assaltar PM de folga e morre em MS
CARCERE PRIVADO
Homem é preso por cárcere privado e violência doméstica após mulher pedir socorro com foto nas redes
MUNDO DO CRIME
Após morrer de Covid-19 no mesmo dia, casal tem oficina invadida e furtada
VAMOS AJUDAR - COMPARTILHE
Jovem desaparece com namorado e família faz buscas em Aquidauana
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Idoso invade barraco e abusa de criança de 11 anos em Maracaju
ABUSO SEXUAL
Esposa de pastor sabia de abusos sexuais contra fiel no Macaúbas; igreja é fechada em MS
TENTATIVA DE LATROCINIO
Major aposentado do Exército é baleado por assaltantes em Campo Grande
ENCONTRADA
Jovem de Glória de Dourados que estava desaparecida procura por atendimento no hospital de Itaporã