Menu
SADER_FULL
quinta, 5 de agosto de 2021
Busca
Campo Grande - caso de polícia

Perícia encontra trancas e cadeados em casa sem energia onde jovem era mantida presa em Campo Grande

20 Ago 2014 - 14h28Por Mídia Max

Equipes da Depca (Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente) acompanhados com peritos criminais estiveram no fim da manhã desta quarta-feira (20), no local onde uma adolescente de 17 anos foi mantida em cárcere privado com o filho de apenas cinco meses. A jovem morava em uma edícula que era mantida pelo companheiro, o jardineiro Dirceu Benites, de 40 anos.

O local foi periciado e foi confirmado que havia trancas e cadeados, porém as chaves não estavam no imóvel. A vítima contou que a residência também não tinha energia elétrica, uma forma da jovem não ter contato com o mundo externo e até mesmo ter um aparelho de celular, pois em algum momento precisaria carregar a bateria.

 

Reprodução
Pedido de socorro da jovem em receita que foi entregue em uma farmácia no Guanandi

A jovem estava debilitada e com diversas lesões por ser agredida pelo companheiro. Já o filho não tinha sinais de maus-tratos, porém ambos passaram por exames de corpo de delito ainda na terça-feira (19). Não há uma previsão de quando os exames serão entregues ao delegado responsável pelo caso, Paulo Sérgio Lauretto, da Depca.

Crime

A vítima contou que em pouco tempo de namoro com Dirceu, ela já ficou grávida. Ele demonstrava carinho e atenção, além disso, falava em constituir família. A jovem disse que ele ficou feliz com a notícia da gravidez e disse que ajudaria ela no que fosse possível.

Com isso, ele convenceu a vítima de parar de trabalhar e levou para morar na mesma casa com a esposa e a filha. Após a jovem descobrir que ele já era casado e tinha outra família, o suspeito a levou para outro imóvel, do tamanho de uma edícula, onde a mantinha presa.

Ela não teve acompanhamento médico durante a gestação e chegou a ter o filho em um posto de saúde. A jovem, que era agredida, ameaçada de morte e acreditava que o companheiro iria tomar o filho, preferiu se calar.

Todos os dias, ele ia até o imóvel ver a vítima e o filho, conforme declarações a adolescente. A jovem aproveitou um momento de distração e escreveu um pedido de socorro, contando toda a história atrás de uma receita médica. Ela deixou o papel em uma farmácia do Bairro Guanandi, onde foi comprar um remédio para o filho.

O atendente percebeu o pedido, mas preferiu ter certeza que não se tratava de um trote, antes de avisar a polícia. Com a denúncia, a jovem e a criança foram resgatadas.

Ainda no dia de ontem, a esposa e a filha de Dirceu alegaram em depoimento na Polícia Civil que não sabiam da existência da jovem e da criança. O caso está sendo apurado pela Depca.

Deixe seu Comentário

Leia Também

HORROR NA NOITE
Homem mata ex de 16 anos a facadas e deixa bebê "banhado" por sangue da mãe
TRAGÉDIA NA PISTA
Ônibus tomba em rodovia com 46 passageiros; casal e bebê morrem
Bombeiros controlam incêndio no carro do motorista de aplicativo  Foto: José Aparecido/TV Morena POR POUCO
Motorista de aplicativo sequestrado é tirado de porta-malas antes de carro ser tomado por chamas
ilustrativa ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Após agredir menina de 13 anos e bebê, polícia descobre estupro e prende homem em MS
SOB INVESTIGAÇÃO
Criança de 3 anos morre após se afogar em piscina de casa em MS
ATROCIDADE
Marido mata e enterra mulher no quintal de casa em cidade do MS
Tatyane Santinoni, Agepen AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo amplia número de vagas do último concurso da Agepen
TRAGÉDIA NA RODOVIA
Caminhoneiro embriagado invade pista contrária e mata cinco pessoas
ASSALTO À LOJA
Bandidos roubam loja e trocam tiros com a PM; numa ação audaciosa: veja fotos e vídeos
DOENÇA DO SÉCULO
Vídeo: cantora alerta famílias após filho de 16 anos cometer suicídio; "internet está doente"