Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 26 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Polícia

Perícia comprova que ciclista foi arrastado por 6,5 km em para-brisa

Ele foi atropelado no último dia 10, na BR 116

21 Jan 2014 - 10h10Por Terra
O motorista, José Adil Simioni, 58 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Rodoviária Federal. O teste do bafômetro indicou que Simioni apresentava 2 miligramas de álcool por litro de ar, o limite máximo aferido pelo equipamento.O laudo do Instituto de Criminalística do Paraná do acidente que vitimou um ciclista de 31 anos, atropelado no último dia 10, na BR 116, revelou que a distância do local da colisão até o ponto onde o condutor do veículo foi parado era de 6,5 km. O ciclista trafegava pelo acostamento da BR 116, quando foi atropelado por uma caminhonete.

Segundo o perito criminal Márcio Alexandre Tavares, que realizou a perícia do caso, o valor correto do deslocamento do veículo foi possível graças ao trabalho da Criminalística. "Como o acidente ocorreu em uma rodovia de grande movimento, muitos sinais e marcas são deixados na pista. Tivemos que realizar um trabalho minucioso para descobrirmos exatamente quais deles eram os provocados por essa colisão", explicou.

O local exato foi descoberto graças à bicicleta da vítima, que foi encontrada após buscas pela região. "Ela estava caída em um barranco, no meio do matagal", conta Tavares. O perito ainda ressalta que o fato da população não ter mexido na cena do crime auxiliou a Criminalística. "É muito importante para nós essa contribuição. Qualquer adulteração pode modificar o exame e comprometer nossa análise", completa.

Ainda de acordo com a perícia, ficou comprovado que o condutor e o ciclista trafegavam sentido Curitiba, o primeiro pela pista e o ciclista pelo acostamento, ambos corretamente. Em algum momento a caminhonete invadiu o acostamento e atropelou o ciclista. Não foi encontrada pela perícia nenhuma causa aparente para o desvio, como um obstáculo ou um buraco na rodovia, por exemplo.

O laudo do Instituto de Criminalística será juntado ao inquérito do caso, que está sob comando da Polícia Civil. O presidente do Sindicato dos Peritos Oficiais e Auxiliares do Paraná (Sinpoapar), Leandro Cerqueira Lima, explica a importância da prova técnica: "O trabalho da perícia é fundamental para a investigação, pois é a prova material que subsidia a Justiça na busca da verdade. Sem ele, os julgamentos dependeriam exclusivamente das provas testemunhais, o que é temerário", alerta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GLÓRIA DE DOURADOS - AÇÃO DA FORÇA TÁTICA
Jovem de 22 anos é preso pela Força Tática com 'super maconha' em Glória de Dourados
Vítima foi socorria às pessas pelos Bombeiros - Crédito: Osvaldo Duarte/Dourados News TENTATIVA DE ASSASSINATO
Homem é socorrido às pressas após levar golpes de facão na cabeça
PLANTÃO FÁTIMA NEWS TRAGÉDIA NAS ESTRADAS
Empresário dono de rede de lojas é uma das vítimas de acidente que deixou 03 mortos em MS
NOVA ALVORADA DO SUL
Henrique Renato Almeida Arteman Croare 31 anos esta desaparecido desde domingo (18)
COVARDIA
Homem é preso pela PM após agredir gravemente idoso de 80 anos em Caarapó
ESTELIONATÁRIO
Empresária de Caaarapó cai no golpe do WhatsApp e perde R$ 13,5 mil
ACIDENTE NO TRABALHO
Homem encerra trabalhos em obra e morre dentro de elevador em Campo Grande
O caso aconteceu na noite de ontem (22), no bairro Paranapunga, em Três Lagoas. VIOLENCIA DOMESTICA
'Machão' não aceita fim do relacionamento, quebra móveis e espanca ex em MS
JUSTIÇA ITINERANTE
Carreta da Justiça volta a atender cidades do interior em novembro
OPERAÇÃO HORUS
Caminhão com seis toneladas de maconha é apreendido em MS