Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 4 de dezembro de 2020
SADER_FULL
Busca
CIA DO BICHO
caos na saúde

Paciente pivô da briga entre médicos retorna a Dourados em estado grave

Idosa estaria com os rins paralisados, necessitando urgente de hemodiálise

6 Mar 2014 - 16h15Por Nova News

A paciente de 74 anos, que se tornou pivô da briga entre o médico de Nova Andradina, Eduardo Munhoz, e o médico Renato Vidgal, do Hospital da Vida (HV) de Dourados, precisou ser encaminhada novamente para aquela cidade em estado grave.

Desta vez, a idosa, que sofre de problemas renais, seguiu para o Hospital Universitário (HU). Esta segunda transferência ocorreu na noite de quarta-feira (05), três dias após ela ter a internação negada depois de avaliação médica naquela unidade.

No dia da primeira transferência, o médico Renato Vidgal, do HV, após avaliar a paciente, disse que ela não necessitaria de internação naquela unidade. O médico Eduardo Munhoz teria então solicitado parecer ou cópia do prontuário, a fim de justificar o retorno da paciente para Nova Andradina, o que foi negado pelo outro profissional, motivo que gerou o desentendimento entre as partes.

Segundo o médico de Nova Andradina, a paciente deveria ser tratada em Dourados devido ao fato de estar com problemas nos rins, o que ele entende por grave.

Por outro lado, o médico de Dourados alegava que a infecção seria urinária e considerou o caso como simples, solicitando que a paciente retornasse e que o tratamento ocorresse em sua cidade de origem, uma vez que o HV estava lotado. De acordo com nota emitida pelo Hospital da Vida, o quadro da paciente não era grave. O documento diz que todos os exames necessários foram realizados para constatação.

Já um fax enviado para aquela unidade hospitalar pelo HR de Nova Andradina, atesta que o estado de saúde da mulher era grave e que o coração não bombeava o sangue para outros órgãos corretamente, por isso precisava da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), setor que ainda não está em operação no Hospital Regional Francisco Dantas Maniçoba. Em entrevista à TV Morena, o médico Renato Vidgal disse que seu procedimento foi correto e que o fax encaminhado pelo HR estava errado, por isso devolveu a paciente à cidade de origem. "A solicitação de vaga zero foi indevida e atrapalhou meu plantão, além de prejudicar outros pacientes que estavam no local" disse Vidgal.

O HR de Nova Andradina ratifica que o quadro clínico da mulher é grave e o médico que solicitou a vaga zero seria nefrologista, especialista em doenças do sistema urinário, sendo que, o médico Eduardo Munhoz, apenas foi escalado para acompanhar a paciente.

Nesta segunda transferência, estado de saúde da idosa teria se agravado sendo transferida com pressão arterial de 06 por 03, hipotensa, e, de acordo com o hospital, com os rins praticamente paralisados, necessitando urgentemente de passar por hemodiálise, o que, segundo membros do hospital, reforça a necessidade da transferência.

Por outro lado, o médico de Nova Andradina disse que gravou o atendimento porque outro colega já tinha passado por constrangimento similar em um atendimento realizado por Renato Vidgal. "Eles estão tentando achar uma manobra para acobertar esse médico. A paciente necessitava de uma UTI e, como intensivista que sou, sei disso". Munhoz afirmou ainda que o Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul (CRM-MS), que foi acionada por ambas as partes, deverá esclarecer o caso.

HU

Em contato com o HU de Dourados na manhã desta quinta-feira (06), a reportagem recebeu a informação de que a paciente realmente permanece naquela unidade, porém, não passou informações sobre o seu quadro clínico.

O Jornal Eletrônico também tentou contato com a família da idosa, no entanto, até o fechamento da matéria, às 10h18, não foi possível ouvir a versão dos parentes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATAL
Paciente com Covid-19 e motorista morrem em acidente entre ambulância em MS
ACIDENTE FATAL
Colisão entre camionete e saveiro deixa um morto em Caarapó
AÇÃO DA PMA
Arrendatários de fazenda são presos por crime ambiental e explorar trabalhadores em Nioaque
HOMICIDIO
Mãe de adolescente morta procurou bombeiros para defender genro após homicídio em Caarapó
HOMICIDIO
Mãe de adolescente morta procurou bombeiros para defender genro após homicídio em Caarapó
EXECUÇÃO
Homem é executado e duas pessoas ficam feridas com tiros em MS
ABSURDO
PMs flagram carro balançando e descobre casal transando na frente de criança
DOENÇA DO SÉCULO
Desespero na Madrugada: Avó encontra miss morta nos fundos de casa e 'tenta salvar vítima'
ASSASSINATO
Homem mata adolescente para defender enteado de 7 meses em Caarapó
ASSALTANTES
Dono de caminhão guincho finge desmaio para evitar ser morto e é atropelado por assaltantes em MS