Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 5 de abril de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
POLONIO IMÓVEIS
Policial

Mulher sofre atentado com coquetel molotov em casa no interior de Mato Grosso do Sul

21 Set 2013 - 09h06Por Mídia Max

Uma mulher de 38 anos sofreu uma tentativa de homicídio, onde, segundo a vítima, jogaram um coquetel molotov dentro da residência. A mulher mora na rua Itanhaem, no bairro Jardim Acapulco, no município de Bataguassu, distante 335 quilômetros de Campo Grande. 

De acordo com a ocorrência a vitima informou que haviam jogado um coquetel molotov em sua residência. O fato foi verificado pela policia do município e a vitima afirma não ter suspeitas de quem poderia ter feito isso.

A testemunha relatou que o alvo poderia ser a residência dela. O caso foi registrado como homicídio doloso na forma tentada.

O coquetel molotov é uma arma química incendiária geralmente utilizada em protestos urbanos. A sua composição inclui uma mistura líquida inflamável que é bastante perigosa ao ser transportada, pois pode conter gasolina, ácido sulfúrico ou álcool.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FEMINICÍDIO NO MS
FEMINICÍDIO: Jovem de 26 anos é assassinada pela ex-marido com tiro no rosto em MS
CORONAVÍRUS NO MS
Contra o coronavírus, PM e Exército fazem operação e 'fecham' entrada que dá acesso a Bonito (MS)
DESCUMPRIMENTO
Guarda prende 9 e fiscaliza 60 comércios por descumprirem decreto em Dourados
ACIDENTE FATAL
Motociclista de 46 anos morre em choque com ambulância a caminho de socorro
FACÇÃO CRIMINOSA
Ex-faccionado era alvo, mas mulher foi morta no lugar dele com bebê no colo
QUARENTENA
Justiça mantém proibida a reabertura de igrejas em Campo Grande durante quarentena do coronavírus
VIOLENCIA DOMESTICA
Mesmo com medida protetiva mulher é esganada pelo amásio na frente dos filhos em MS
TOCAIA
Mulher é morta com tiros na cabeça dentro do veículo em MS
ASSASSINATO
Menina de 13 anos que estava desaparecida é encontrada morta com sinais de espancamento
ASSASSINATO
Enfermeiro mata a namorada médica após suspeitar que foi contaminado com coronavírus por ela