Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 28 de julho de 2021
Busca
ACIDENTE FATAL

Mulher que fazia caminhada morre atropelada por motorista embriagado

Após ser atropelada por uma caminhonete S10, de cor branca

15 Jun 2021 - 11h21Por Diário Corumbaense

Cristiane do Carmo Alves Faria, de 39 anos, morreu no começo da noite desta segunda-feira (14), após ser atropelada por uma caminhonete S10, de cor branca, que seguia de Ladário para Corumbá em alta velocidade. Além dela, um homem também foi atingido e sofreu ferimentos.

O atropelamento aconteceu na Avenida Rio Branco, que liga as duas cidades. Conforme apurado pelo Diário Corumbaense, a vítima atravessava o cruzamento das Avenidas Nossa Senhora da Candelária e Rio Branco, próximo à sede do Corpo de Bombeiros Militar, quando foi atingida pela caminhonete.

No impacto, Cristiane foi arremessada para o lado da calçada da Rio Branco, e caiu sobre o outro ferido, de 38 anos. Equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e do Corpo de Bombeiros, realizaram procedimento de reanimação, por cerca de uma hora, porém, ela não resistiu e morreu no local.Reprodução/Facebook

Cris, como era conhecida tinha uma loja de artes

Cristiane sofreu, conforme os bombeiros, traumatismo craniano severo e algumas fraturas pelo corpo. Já o outro ferido teve, aparentemente, fratura em uma das pernas e foi encaminhado para atendimento médico. Como não portava nenhum documento, a identificação de Cristiane só foi confirmada depois que o marido e o filho dela chegaram ao local.

 

Abalado, Jean Flávio Padilha contou a este Diário que ele e a esposa costumavam caminhar naquele trecho, tinham parado por duas semanas e retomaram a prática hoje. “Vim caminhar primeiro e a encontrei, ela ainda falou ‘tá indo muito rápido’ e eu disse ‘tô diminuindo’. Fui pra casa e ela continuou. Como estava demorando e soubemos do acidente, viemos aqui e, infelizmente, a encontramos morta”, falou com a voz embargada. Cristiane era dona da loja “Cris Artes” e deixou o marido e o filho, de 21 anos.

Foto enviada ao Diário Corumbaense

Caminhonete S10 envolvida no atropelamento

Condutor foi preso

O condutor da caminhonete, que se apresentou como militar da reserva da Marinha, foi preso por equipe da Polícia Militar e levado para a Delegacia de Polícia Civil. Segundo a PM, Evanir Garcia de Paula, de 55 anos, disse que voltava de um sítio e havia ingerido bebida alcoólica. Foi solicitado apoio da PRF (Polícia Rodoviária Federal) para realização do teste do bafômetro, que deu resultado de 0,82 mg/l.

A Polícia Militar registrou o caso como "homicídio culposo na direção de veículo automotor; lesão corporal e conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool".

O delegado Nicson Lenon Cruz Galisa é o responsável pelo caso. (matéria editada para atualização de informação)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Governador Reinaldo Azambuja destacou viés social do programa Ilumina Pantanal (foto: Edemir Rodrigues) AÇÕES DO GOVERNO DE MS
MS é referência nacional em energia renovável, diz ministro de Minas e Energia
CRUELDADE
Soldado morto em espancamento brutal e deixa três filhos pequenos
TENTATIVA DE ASSASSINATO
Jovem é surpreendido a tiros em frente à porteira de propriedade rural em MS
IMPRUDÊNCIA
Adolescente de 13 anos morre ao ser atropelado e revolta moradores de Dourados
FOTO: DIRETO DAS RUAS / PONTA PORÃ INFORMA CRIME
Casal é executado enquanto comemorava aniversário
MAIS SEGURANÇA NO MS
Governador anuncia mais 200 viaturas para polícias de MS; 'sensação de segurança', dizem policiais
INCENDIO NO PANTANAL
Ações de prevenção, monitoramento e pronta atuação dos bombeiros reduzem em 81% focos de calor no MS
VIATURA INVESTIMENTOS NA SEGURANÇA
Fátima do Sul vai receber, Governo de MS investe R$ 5,3 milhões, e entrega 31 viaturas a PM e Civil
LATROCINIO
Polícia Civil detalha prisão da dupla acusada de matar militar aposentado em Nova Andradina
Mulheres forma mortas a tiros e motivação pode ser religiosa. (Foto: Ponta Porã News) CRIME EM MS
Mãe e menina de 11 anos são mortas durante atentado em MS